Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Coimbra com uma festa de 'cabaret' para dar voz ao escritor Boris Vian

A Escola da Noite, de Coimbra, celebra o trigésimo aniversário com uma festa em formato de 'cabaret', num espetáculo que celebra também as palavras do escritor francês Boris Vian, autor que inspira aquela companhia.

Coimbra com uma festa de 'cabaret' para dar voz ao escritor Boris Vian
Notícias ao Minuto

23:36 - 05/12/22 por Lusa

Cultura Coimbra

O espetáculo, intitulado 'Cabaret Vian', vai realizar-se em Coimbra, de sexta-feira a domingo, juntando no palco do Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB) uma "banda musical de luxo" e os atores da casa para si dar voz à obra de Boris Vian, "autor que inspira a companhia desde os tempos em que esta era apenas um sonho daqueles que viriam a fundá-la, em 1992", revelou hoje a Escola da Noite, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Integrado nas comemorações dos 30 anos da companhia (que decorrem até março de 2023), o espetáculo tem direção musical de Jorri e Luís Pedro Madeira, músicos parceiros da companhia.

Em palco, estará um grupo de artistas da cidade (Gonçalo Parreirão, Ismael Silva, João Mortágua, Raquel Ralha e Vânia Couto), que se vai transformar na banda residente do 'Cabaret Vian'.

"No palco e entre as mesas, esta luxuosa equipa junta-se ao elenco permanente d'A Escola da Noite (Ana Teresa Santos, Igor Lebreaud, Miguel Magalhães e Ricardo Kalash) para interpretar uma seleção de canções e poemas do escritor francês Boris Vian", referiu a companhia.

O espetáculo conta com direção cénica e guião do diretor da Escola da Noite, António Augusto Barros, que nos anos de 1980 escreveu e coencenou no Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra (TEUC) o espetáculo 'Borisvilândia'.

"Repartido em três 'sets', como num clube de jazz, o alinhamento inclui alguns dos mais célebres poemas e canções de Vian e fragmentos dos romances 'A espuma dos dias' e 'O arranca corações', e do conto 'As formigas'. A escolha proporciona uma visão abrangente das principais linhas que caracterizam a obra do escritor, nos temas e na forma: o amor, o humor (muitas vezes negro ou sarcástico), a ironia, o lugar da arte, o gosto pela liberdade (a começar pela liberdade de criação e de invenção de palavras, seres vivos e artefactos), o exercício da insubmissão, o inconformismo, a denúncia do capitalismo e -- sempre -- a recusa do militarismo".

Segundo nota de imprensa, Boris Vian "propõe reflexões e expõe perplexidades em torno da relação do indivíduo com a comunidade e com as normas e estruturas sociais que em nome desta são criadas e impostas".

O espetáculo vai realizar-se na sexta-feira e no sábado às 21h30 e, no domingo, às 18h00, tendo uma duração aproximada de duas horas.

Os bilhetes custam dez euros.

Leia Também: Acesso gratuito a eventos culturais? Diogo Infante não está de acordo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório