Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 28º

Mostra de Artes de Rua regressa às ruas de Sines em setembro

A 4.ª edição da Mostra de Artes de Rua (M.A.R.) regressa, entre 22 e 24 de setembro, às ruas e espaços públicos de Sines (Setúbal) com uma programação que cruza teatro, dança, circo, música e performance.

Mostra de Artes de Rua regressa às ruas de Sines em setembro
Notícias ao Minuto

09:42 - 17/08/22 por Lusa

Cultura Mostra de Artes de Rua

Organizado pela companhia Teatro do Mar, o evento, interrompido durante dois anos devido à pandemia de covid-19, vai transformar "as ruas e os espaços históricos e naturais de Sines" num palco para "cerca de 100 artistas", oriundos de Portugal, mas também da Bélgica, Espanha, Reino Unido e Suíça.

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a organização revelou que o público, ao longo dos três dias, poderá assistir a um total de 23 projetos artísticos, em áreas como teatro, circo, dança, música, performance, instalação, 'workshops' e projetos interativos, contemplando ainda o certame um espaço para crianças e famílias.

A mostra, cuja programação completa será divulgada no início de setembro, aposta numa oferta cultural "de cariz contemporâneo, que tem como fim estimular um novo olhar sobre a cidade e as populações que a habitam", frisou a entidade promotora.

Para já, foram divulgados alguns dos espetáculos que integram a edição deste ano, como a peça de teatro "P-Acto Idiota", da companhia Hermanas Picohueso (Espanha), no dia 22 de setembro.

No dia seguinte, são representados os espetáculos "A Voz Humana", do Teatro do Elétrico e "Palaphita", de Pia CRL, ambos de Portugal, revelaram os organizadores.

No dia de encerramento da Mostra de Artes de Rua, a 24 de setembro, os destaques vão para a música de Surma e Farra Fanfarra, assim como para a atuação da companhia de circo-dança Gandini Juggling (Reino Unido), com o espetáculo "Smashed", adiantaram.

A M.A.R., de acordo com a organização, assenta "na crença de que a arte pensada para o espaço público cumpre um lugar fundamental na democratização ao seu acesso, pública, sustentável e acessível, um direito e uma afirmação de liberdade".

A iniciativa, apoiada pela Câmara de Sines e Direção-Geral das Artes/Ministério da Cultura, está integrada no projeto Programação Cultural em Rede -- Alentejo Litoral, que tem como beneficiário líder a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL).

Leia Também: Bárbara Tinoco, Agir e Piruka atuam nas festas de Vila Nova de Poiares

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório