Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2020
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Quatro curtas-metragens de Gabriel Abrantes nos cinemas a 29 de outubro

Quatro curtas-metragens do realizador e artista visual Gabriel Abrantes têm estreia conjunta nos cinemas a 29 de outubro sob o título 'Quatro Contos', foi hoje anunciado.

Quatro curtas-metragens de Gabriel Abrantes nos cinemas a 29 de outubro

O programa contará com os filmes 'Freud Und Friends' (2015), 'Uma Breve História de Princesa X' (2016), 'Os Humores Artificiais' (2016) e 'As Extraordinárias Desventuras da Menina de Pedra' (2018).

Estas quatro curtas tiveram estreia mundial em festivais, nomeadamente Cannes, Berlim, Locarno e Toronto, "somaram mais de 25 prémios" e desvendam "o universo cinematográfico de Gabriel Abrantes", lê-se na nota de imprensa.

É um universo "frequentemente habitado por robôs, cientistas, personagens 'naïfs' e dilemas românticos, onde as referências ao mundo da arte, do cinema ou da televisão se cruzam com ambientes futuristas ou distópicos, numa linguagem que mistura o 'non-sense' com a comédia", refere a promotora.

Estes "Quatro Contos" também "sublinham os lugares que servem como pano de fundo dos filmes", rodados em locais como Lisboa, Paris, Nova Iorque, Mato Grosso e São Paulo (Brasil).

Gabriel Abrantes nasceu nos Estados Unidos em 1984, estudou em Nova Iorque e em Paris, e expõe a título individual desde 2006. Soma mais de vinte filmes, sobretudo curtas-metragens, às quais se junta a longa-metragem "Diamantino", co-assinada com Daniel Schmidt.

Em 2009, venceu o Prémio EDP Novos Artistas e no ano seguinte foi premiado em Locarno com "A history of mutual respect", partilhando a realização com Daniel Schmidt.

Em 2018 "Diamantino" venceu o Grande Prémio da Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes. Este mês o filme recebeu o prémio Sophia, da Academia Portuguesa de Cinema, de efeitos especiais e caracterização.

Em 2015 criou a produtora Artificial Humors, que tem produzido os mais recentes filmes dele, mas também de outros realizadores, como "O cordeiro de Deus", de David Pinheiro Vicente.

Atualmente, a Artificial Humors está a produzir uma curta-metragem de Margarida Lucas e tem três longas-metragens de ficção em desenvolvimento, em coprodução com França e Estados Unidos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório