Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Bienal de Veneza atribui Leão de Ouro póstumo a quatro personalidades

O arquiteto Vittorio Gregotti, os historiadores Maurizio Calvesi e Germano Celant e o crítico Okwui Enwezor vão ser distinguidos, a título póstumo, com um prémio Leão de Ouro especial, anunciou hoje a Bienal das Artes de Veneza.

Bienal de Veneza atribui Leão de Ouro póstumo a quatro personalidades
Notícias ao Minuto

18:32 - 05/08/20 por Lusa

Cultura Leão de Ouro

A Bienal, que arranca no próximo dia 29 em Itália, decidiu atribuir o galardão àquelas quatro personalidades, que passaram pela direção artística do evento e que marcaram "algumas das mais significativas mudanças da cultura contemporânea", afirmou o presidente da bienal, Roberto Cicutto, em comunicado.

Este ano, a Bienal das Artes de Veneza dedicar-lhes-á a exposição "A musa inquieta", que pela primeira vez tem curadoria conjunta dos diretores artísticas das seis áreas artísticas da Bienal - Artes, Arquitetura, Cinema, Dança, Música e Teatro - e que se traduzem na realização de outros tantos festivais.

O arquiteto Vittorio Gregotti, que morreu em março aos 92 anos, com uma pneumonia decorrente da covid-19, foi coautor do projeto do Centro Cultural de Belém, juntamente com o arquiteto Manuel Salgado, e em 1975 tinha sido curador da Bienal de Veneza.

O historiador e crítico Maurizio Calvezi, que morreu em julho passado aos 92 anos, esteve ligado à bienal das Artes na década de 1980 e é apresentado como "um dos mais influentes historiadores da arte moderna de Itália".

Germano Celant, também crítico e historiador de arte e que morreu em abril passado aos 80 anos em consequência da covid-19, foi diretor da bienal em 1997 e o principal promotor da "Arte Povera", ao dar esta designação ao movimento de vanguarda artística italiana da década de 1960.

O Leão de Ouro especial reconhece ainda o trabalho do curador e crítico nigeriano Okwui Enwezor, especialista em arte contemporânea africana e da diáspora, que morreu em março de 2019 aos 55 anos. Colaborou com a Bienal das Artes em 2015.

O galardão será atribuído, a título póstumo a 01 de setembro. A Bienal das Artes termina a 08 de dezembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório