Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Guitarrista Gaspar Varela apresenta CD de estreia no sábado

O som da guitarra portuguesa fascinou o jovem Gaspar Varela, que começou a tocar para acompanhar a bisavó, Celeste Rodrigues, e apresenta no sábado, em Lisboa, o seu álbum de estreia.

Guitarrista Gaspar Varela apresenta CD de estreia no sábado
Notícias ao Minuto

11:02 - 21/11/18 por Lusa

Cultura Lisboa

"Gaspar" é o título do CD, constituído por 12 composições, de autores como Carlos Paredes, um dos seus ídolos, Jan Tisky, "Lisboa ao Entardecer", Jaime Santos, "Corridinho do Mestre Zé", e José Nunes, "Vira de Frielas", entre outros.

No CD e no palco do pequeno auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, no sábado às 21:00, Gaspar Varela, de 15 anos, é acompanhado pelos músicos André Ramos, na viola, e Francisco Gaspar, na viola baixo.

Gaspar Varela disse à agência Lusa que o "som da guitarra portuguesa" o fascinou, assim como "toda a envolvência fadista", tendo começado a tocar para acompanhar Celeste Rodrigues, fadista que morreu em agosto último, aos 95 anos.

"O som da guitarra portuguesa e a forma como as pessoas cantam, como interpretam os fados, que é uma música linda, com uma musicalidade extraordinária, e os poemas, mesmo que alguns ainda não compreenda totalmente, as pessoas, todo este mundo fascina-me", afirmou o guitarrista.

Referindo-se ao álbum, Gaspar Varela declarou que contou com o apoio do seu mestre, Paulo Parreira, distinguido com o Prémio Amália para o Melhor Instrumentista em 2011, tendo optado por um alinhamento de "guitarradas clássicas".

Entre os temas gravados, o músico destacou a participação do saxofonista Ricardo Toscano, no tema "Mudar de Vida", de Carlos Paredes, composição para o filme homónimo do realizador Paulo Rocha, e referiu o "Fado Celeste", de Pedro Pinhal, em que ao finalizar a composição se escuta a voz de Celeste Rodrigues.

"Canção de Alcipe", de Carlos Paredes, de quem toca também "Dança", abre o CD, que inclui "Lisboetas", uma composição assinada por Gaspar e o seu irmão Sebastião Varela.

Carlos Paredes e o seu pai, Artur Paredes, são alguns dos ídolos do jovem músico, que citou ainda Raul Nery, Jaime Santos e José Fontes Rocha, "e muitos outros, tão grande e rica é a tradição".

Reconhecendo a guitarra portuguesa como "um instrumento do fado", o músico realçou as suas potencialidades, "nomeadamente para se entrosar com outros instrumentos e experimentar outros géneros".

Apresentando-se a solo no sábado, Gaspar Varela afirmou que "gosta é de tocar guitarra portuguesa", quer como solista, quer acompanhando fadistas.

O recital de Gaspar Varela e a edição do CD fazem parte das celebrações do 20.º aniversário do Museu do Fado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório