Meteorologia

  • 02 OUTUBRO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 30º
Imobiliário Habitação Câmara de Lagos aprova concurso para...

Câmara de Lagos aprova concurso para investir em 12 fogos habitacionais

A Câmara de Lagos lançou um concurso para a construção de 12 fogos de habitação a custos controlados na zona de expansão da cidade algarvia, num investimento orçado em 1,5 milhões de euros, anunciou hoje o município.

Câmara de Lagos aprova concurso para investir em 12 fogos habitacionais
Notícias ao Minuto

14:42 - 11/07/22 por Lusa

Casa fogos habitacionais

A autarquia revelou que o investimento em causa vai "ampliar o parque habitacional" da cidade com "um novo edifício multifamiliar de 12 fogos", na "urbanização Chesgal, em plena zona de expansão urbana da cidade de Lagos" e "na proximidade de equipamentos de educação e saúde".

O executivo municipal, de maioria PS, aprovou o concurso público para empreitada, num processo que foi "iniciado com a aquisição, por parte do município, de dois lotes nesta urbanização, onde irão ser edificados um total de 112 fogos", acrescentou a autarquia num comunicado.

A mesma fonte esclareceu que, além dos 12 fogos cuja empreitada foi lançada agora a concurso, "está em fase de conclusão um projeto para a construção de mais 100 novos fogos no terreno de maior dimensão" localizado na mesma área.

"Estas ações têm enquadramento na Estratégia Local de Habitação (ELH) de Lagos e estão previstas nas Grandes Opções do Plano para 2022, que identifica a habitação como uma das principais prioridades políticas, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida da população, a competitividade do município e a coesão social e territorial", justificou o município do distrito de Faro.

A autarquia recordou que os 12 fogos lançados a concurso vão também juntar-se a outros "17 fogos em Bensafrim e Sargaçal (atualmente em fase final)", cujos contratos para construção foram assinados e anunciados a 09 de fevereiro de 2021, com a autarquia a adiantar na ocasião que o prazo de execução seria de "um ano".

A Câmara de Lagos quantificou então que, em Bensafrim, iriam ser construídos "oito apartamentos de tipologia T2, distribuídos por edifícios de dois pisos, em dois lotes municipais", num investimento "de 765.449 euros acrescido de 23% de IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado)".

A mesma fonte acrescentou que, no Sargaçal, estava prevista a construção de "nove moradias geminadas de dois pisos e com tipologias T2 e T3", com um orçamento estimado de "997.885 euros, também acrescido de IVA".

Estes investimentos respondem às necessidades que foram identificadas pelo município de Lagos na ELH, anunciada em 18 de fevereiro de 2021, que identificou ser "necessário um investimento de 19,2 milhões de euros para encontrar soluções de alojamento ou requalificar residências para um total de 399 agregados familiares.

A Câmara anunciou nessa data que o levantamento das necessidades de habitação do concelho de Lagos no âmbito da "Estratégia Local de Habitação" permitia ao município cumprir um requisito legal necessário para a autarquia apresentar "candidatura aos apoios financeiros do Estado, previstos na Nova Geração de Políticas de Habitação ao abrigo do Programa 1.º Direito".

Leia Também: Tribunal europeu diz que Turquia recusa cumprir acórdão sobre ativista

Campo obrigatório