Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Imobiliário Habitação Preços das casa em Lisboa caem, mas ...

Preços das casa em Lisboa caem, mas no Porto não param de subir

Segundo dados publicados pelo INE, o preço das casas na cidade Invicta subiu 19,2% no 1.º trimestre de 2021, face a período homólogo. Já na capital portuguesa caiu 1,1% no arranque do ano, face aos primeiros três meses do ano passado.

Preços das casa em Lisboa caem, mas no Porto não param de subir

O preço das casas no Porto não para de subir. Durante esta semana o Instituto Nacional de Estatística divulgou os preços das casas no país, por referência ao 1.º trimestre de 2021. E o que se pode concluir, de acordo com os dados, foi que o valor das habitações na cidade Invicta continua em alta, ao contrário da capital portuguesa.

Segundo dados publicados pelo INE, o preço das casas na cidade Invicta subiu 19,2% no arranque do ano, face a período homólogo. Por seu lado, o valor das habitações em Lisboa caiu 2,4% no início do ano, face ao trimestre anterior. Em termos homólogos, a queda dos preços foi mais ligeira de 1,1%.

Segundo o instituto de estatística, no final de março, os preços medianos de venda no Porto atingiram os 2.233 euros por m2, sendo este o valor mais elevado de sempre. E ao contrário do que aconteceu na capital portuguesa, a Invicta mantém a tendência de crescimento. Em cadeia (face ao mês anterior do mesmo ano), os preços subiram 4,25%.

Nos valores em cadeia, a freguesia da Campanhã foi a que mais valorizou, com um crescimento nos preços de 20%, mostram os mesmos dados.

De acordo com o INE, o primeiro trimestre de 2021 fechou nesta freguesia com um preço de 1.667 euros por m2. Somente a União das freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde (1,1%) e a União das freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos (3,6%) é que registou uma queda nos preços.

Ainda assim, em termos homólogos, todas as freguesias do Porto observaram uma subida nos preços medianos de venda de alojamentos familiares, revela o Instituo Nacional de Estatística.

Segundo os mesmos dados, Bonfim registou a menor subida com apenas 3,8%. Já Campanhã, Ramalde e Paranhos registaram um aumento de preço acima dos 20%. Campanhã, aliás, chegou quase aos 40% de subida de preços.

Leia Também: Lisboa foi o único município onde o preço das casas caiu no inicio do ano

Campo obrigatório