Meteorologia

  • 19 JUNHO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

Imobiliário Habitação Uso de tecido. Das vestes dos primit...

Uso de tecido. Das vestes dos primitivos para as estruturas de um imóvel

Resgatando a essência têxtil dos primeiros abrigos, hoje é possível encontrar estes elementos nas divisórias internas de uma casa ou de um escritório. Podem ser vistos em painéis das fachadas dos edifícios ou nas divisórias internas, por exemplo.

Teatro Café, na Tailândia

Os elementos têxteis têm conquistado um espaço na produção arquitetónica que vai além da criação de estruturas com membranas de poliéster e lonas, podendo ser visto, nos painéis nas fachadas de edifícios, divisórias internas, entre outros.

Para a Archdaily esta é uma situação que relaciona a própria arquitetura com a arte, já que, o uso do tecido (assim como da argila, madeira e pedra) advém da criação de adornos, armas, utensílios e vasos, avançados na aplicação dos materiais.

Atualmente, já é possível encontrar tais elementos atrelados nas divisórias internas de imóveis, note-se. O elemento têxtil nesta condição permite a criação de um efeito de separação, dependendo do material, onde cria divisórias leves que podem filtrar a luz.

Na expografia do Hanbok, na Coreia do Sul, por exemplo, a divisória de tecido é utilizada como um pano de fundo para a exposição de designs de moda contemporâneos. No projeto Logan Offices, as divisórias de tecido do chão ao teto sem costura separam as áreas de trabalho centrais para manter a essência de um ambiente compartilhado, apesar da segmentação visual. 

Outro grande exemplo do poder dos têxteis na arquitetura, é visto no Teatro Café, na Tailândia, onde a sua cobertura foi composta por um tecido fino e leve, similar a uma rede de pesca, que tece a estrutura original de bambu oferecendo sombras no sol da tarde.

O tecido está em constante movimento com o vento e suas cores vibrantes contribuem para criar a sensação de uma criatura viva orgânica, demostrando mais uma vez, as inúmeras possibilidades dos elementos têxteis na arquitetura..

Os elementos têxteis podem também ser utilizados para fechamentos externos, remetendo aos primórdios da arquitetura, como no caso das Cabanas COCO Art Villas, na Costa Rica, nas quais, apesar do princípio material ser a estrutura de madeira, as cabanas são complementadas por um tecido utilizado em barracas de acampamento, permitindo flexibilidade no tamanho e maior contato com os sons e clima da natureza circundante, refere o Archdaily.

Entretanto, no projeto da Obsidian Gallery em Bruxelas, na Bélgica, a cortina pesada e transparente, normalmente encontrada em fábricas para separar atividades, neste caso, não é apenas uma divisória, mas também uma forma de integrar os espaços.

Vale ainda ressaltar o projeto para a Loja Fernanda Yamamoto que não usa apenas os elementos têxteis como divisórias mas também como composição artística e showroom da própria coleção da artista, sustenta a Archdaily, podem ser trocados e substituídos de acordo com as criações do momento.

Leia Também: Estas roupas não se vestem. Transformam-se em tijolos e decoram a casa

Campo obrigatório