Meteorologia

  • 22 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Imobiliário Habitação Lisboa foi a sub-região com a maior ...

Lisboa foi a sub-região com a maior amplitude de preços entre municípios

Dados do INE revelam que a área metropolitana de Lisboa registou a maior subida de preços das habitações entre municípios (2.477 €/m2), nos últimos três meses de 2020.

Lisboa foi a sub-região com a maior amplitude de preços entre municípios

A área metropolitana de Lisboa foi a sub-região com a maior amplitude de preços entre municípios (2.477 €/m2), no 4.º trimestre de 2020, segundo dados do Instituto Nacional da Estatística (INE) divulgados esta quarta-feira. O menor valor registou-se na Moita (900 €/m2).

Nos últimos três meses de 2020, a cidade de Lisboa apresentou o preço mediano de alojamentos familiares mais elevado (3.377 €/m2), entre as sete cidades com mais de 100 mil habitantes, em todas as classes de tipologia do alojamento consideradas.

Já entre os 24 municípios com mais de 100 mil habitantes, o município de Lisboa regista uma variação homóloga, no 4º trimestre de 2020, nula (0%). No caso do Porto registou a maior taxa de variação homóloga (+21,2%).

Lisboa, tal como em trimestres anteriores, voltou assim a registar um crescimento homólogo inferior ao nacional, afirma o INE, verificando-se uma desaceleração do crescimento homólogo dos preços desde o 4º trimestre de 2018.

A cidade de Lisboa registou a maior diferença entre os preços de alojamentos novos (4.555 €/m2) e de alojamentos existentes (3.261 €/m2): 1.294 euros por m2.

Nove das 24 freguesias de Lisboa com contração homóloga dos preços da habitação:

Santa Clara, Ajuda, Avenidas Novas, Alcântara, Parque das Nações, Campo de Ourique, Marvila, Misericórdia e Benfica.

No 4º trimestre de 2020 (últimos 12 meses), três das 24 freguesias de Lisboa registaram preços medianos de venda de alojamentos superiores a 4 500 €/m2:

  • Santa Maria Maior (5.914 €/m2), incluindo a área do Castelo e Baixa/Chiado;
  • Santo António (5.544 €/m2), que inclui a Avenida da Liberdade e áreas adjacentes;
  • Misericórdia (4.754 €/m2), onde a área do Bairro Alto e do Cais do Sodré fazem parte.

As freguesias Santa Maria Maior, Carnide, Santo António, Arroios, Estrela e Belém registaram, simultaneamente, um preço mediano acima do valor da cidade de Lisboa (3.377 €/m2) e taxas de variação, face ao período homólogo, mais expressivas que a verificada na cidade (+4,0%).

Em sentido contrário, dados do INE mostram que as freguesias de Santa Clara, Olivais, Benfica, Lumiar, Marvila, Alcântara, Penha de França, Ajuda e São Domingos de Benfica registaram, no 4º trimestre de 2020, preços e taxas homólogas inferiores aos da cidade de Lisboa, destacando-se deste conjunto as freguesias de Santa Clara (-10,7%), Ajuda (-6,4%), Alcântara (-5,2%), Marvila (-2,2%) e Benfica (-0,6%) por registarem uma diminuição dos preços de habitação face ao período homólogo.

Para além destas cinco, também freguesias com preços superiores aos da cidade registaram redução dos preços da habitação face ao período homólogo: Avenidas Novas (-6,3%), Parque das Nações (-3,9%), Campo de Ourique (-3,8%) e Misericórdia (-1,2%), revelam dados recentes do INE.

Leia Também: Preço mediano da habitação sobe 1,7% em cadeia e 7,8% em termos homólogos

Campo obrigatório