Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Imobiliário Habitação "Imobiliário terá (necessariamente) ...

"Imobiliário terá (necessariamente) de se adaptar à tecnologia"

"A necessidade que esta indústria sentiu de estar sustentada em ferramentas tecnológicas transformou o próprio mercado." Uma abordagem ao comportamento das PropTechs, por Jorge Próspero dos Santos.

"Imobiliário terá (necessariamente) de se adaptar à tecnologia"

"A importância da tecnologia atualmente, em qualquer indústria, é óbvia", começa por escrever Jorge Próspero dos Santos, no Out of the Box, marca detida por Gonçalo Nascimento Rodrigues que pretende introduzir no mercado uma nova forma de pensar o imobiliário. "Restringindo esse facto ao mercado imobiliário observa-se atualmente um comportamento atípico causado pela pandemia que assola o mundo", sustenta o autor.

A necessidade que esta indústria sentiu de estar sustentada em ferramentas tecnológicas transformou o próprio mercado. E o imobiliário terá necessariamente de se adaptar à tecnologia.

A evolução tecnológica em todas as indústrias com a necessidade de se adaptar leva, assim, o consumidor a supor ser assistido por profissionais abastecidos da mais recente tecnologia, refere o autor.

O mercado imobiliário não é exceção.

Para demonstrar esta tendência de transformação tecnológica Jorge Próspero dos Santos recorreu ao mercado norte americano:

"Os EUA possui um dos maiores e mais prósperos mercados de PropTech do mundo. De acordo com a Unissu, o número de PropTechs com sede nos EUA ultrapassou as duas mil, e continuam a florescer.

Existem três cidades onde o desenvolvimento e sucesso de soluções tecnológicas para o mercado imobiliário são abundantes e constantes. A partir de Nova York, Boston e São Francisco, nasceram e nascem as mais eficazes soluções tecnológicas dirigidas á indústria imobiliária, em áreas de foco como a construção, compra, venda, captação de leads, arrendamento e gestão de ativos imobiliários."

Após analisar a expectativa de cerca de mil CEO’s de empresas de serviços imobiliários, promotores e investidores, Jorge Próspero dos Santos revela que "64% das empresas imobiliárias investem em startups de proptech, direta ou indiretamente, afirma a PwC", sustenta.

Nesse sentido, para o autor do Out of ths box, o imobiliário e as suas empresas terão de se adaptar à tecnologia no futuro. Nesse sentido, o setor imobiliário, para prosperar, deve:

  • Adaptar inovações de transformação digital que aproximam consumidor é empresa;
  • Preparar-se para a integração vertical e um funil de vendas devidamente analisado e trabalhado com tecnologia apropriada;
  • Ser flexível para se manter competitivo em tempos de crise.
  • Adaptar os serviços imobiliários de acordo com os maiores requisitos do cliente;

Leia Também: Estaria disposto a comprar uma casa utilizando apenas uma aplicação?

Campo obrigatório