Meteorologia

  • 22 ABRIL 2021
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Imobiliário Habitação Reino Unido: Preços dos imóveis em M...

Reino Unido: Preços dos imóveis em Manchester continuam a subir

Nos últimos cinco anos, o preço médio de uma casa em Manchester aumentou 35%, de acordo com os dados do Registo Predial recolhidos pelos Hamptons.

Reino Unido: Preços dos imóveis em Manchester continuam a subir

À medida que as novas construções aumentam, os preços de venda de casas em Manchester, no Reino Unido, seguem a tendência em alta. Nos últimos cinco anos, o preço médio de uma casa aumentou 35%, de acordo com os dados do Registo Predial recolhidos pelos Hamptons, em comparação com um aumento de 22% em Inglaterra e no País de Gales e um aumento de 27% em Leeds, avança o Financial Times.

Já no último trimestre de 2020, o preço médio de uma casa foi de 196 mil 480 libras, um aumento de 5,7% face ao mesmo período do ano anterior, e um aumento de 10% face ao final de 2018.

Em fevereiro, a média de pedidos de renda no centro de Manchester era de 773 libras por mês, menos 1% em 1% em cada ano, segundo a empresa imobiliária britânica Zoopla.

Em Londres a renda média caiu 9,8% no mesmo período, sustenta o Financial Times. Em Birmingham e Edimburgo, a renda média caiu 3,4 e 3,1%, respetivamente.

Apesar de 35 regimes concluídos em 2020, de acordo com o Manchester Crane Survey 2021 da Deloitte, trazendo 5 mil novas casas para o mercado durante a pandemia, sendo o número mais alto num só ano desde que os registos da Deloitte começaram em 2002, os preços não baixaram. Sublinhe-se que o desenvolvimento de casas de luxo caras ajudou a manter os preços elevados.

Por outro lado, contudo, o grupo nacional de agentes imobiliários Knight Frank informa que fizeram mais 77% de negócios em janeiro 2021 do que em janeiro de 2020. O número de vendas em fevereiro aumentou 53% em igual mês do ano passado. Os agentes atribuem a resiliência da procura à população de Manchester, que é mais jovem do que a média do Reino Unido. 

Leia Também: Construção: Trabalhadores pedem remoção de condições de arrendamento

Campo obrigatório