Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 28º

Curta viagem ao espaço afeta o corpo humano? Novo estudo esclarece

O novo estudo, publicado na revista Nature, analisou a rapidez com que o corpo de quatro turistas espaciais reagiu e se adaptou aos voos espaciais.

Curta viagem ao espaço afeta o corpo humano? Novo estudo esclarece
Notícias ao Minuto

16:00 - 18/06/24 por Notícias ao Minuto

Tech Tech

Uma investigação, que explorou a forma como uma curta viagem ao espaço afeta o corpo humano, constatou que os turistas espaciais partilham algumas das mesmas alterações corporais que os astronautas que passam meses em órbita, não havendo riscos para a saúde.

O novo estudo, publicado na terça-feira na revista Nature e que faz agora parte de uma base de dados, analisou a rapidez com que o corpo de quatro turistas espaciais reagiu e se adaptou aos voos espaciais, tal como o impacto que teve na pele, nos rins e no sistema imunitário.

Durante a viagem de três dias, realizada em 2021, os quatro passageiros do voo da SpaceX, denominado Inspiration4, recolheram amostras de sangue, saliva, pele e muito mais. Os investigadores analisaram as amostras e descobriram alterações de grande amplitude nas células e no sistema imunitário.

A maioria destas alterações estabilizou nos meses após o regresso dos quatro a casa, e os investigadores concluíram que os voos espaciais de curta duração não representaram riscos significativos para a saúde.

"Esta é a primeira vez que fazemos um exame célula a célula de uma tripulação quando vai para o espaço", revelou o investigador e coautor Chris Mason, da Weill Cornell Medicine, citado pela Associated Press.

A investigação faz parte de uma série de estudos sobre os efeitos das viagens espaciais na saúde, até ao nível molecular. Os resultados permitem ter uma ideia mais clara da forma como as pessoas - que não passam por anos de treino de astronauta - se adaptam à ausência de peso e às radiações espaciais, afirmaram os investigadores.

"Isto permitir-nos-á estar mais bem preparados quando enviarmos seres humanos para o espaço por qualquer razão", destacou Allen Liu, professor de engenharia mecânica na Universidade de Michigan, que não esteve envolvido na investigação.

Segundo Afshin Beheshti, investigador do Blue Marble Space Institute of Science, que participou no estudo, os resultados poderão ajudar os investigadores a encontrar formas de contrariar os efeitos negativos das viagens espaciais.

De notar que há muito tempo que a NASA e outras entidades estudam os efeitos das viagens espaciais nos astronautas, incluindo os residentes de um ano na Estação Espacial Internacional, mas os turistas espaciais têm merecido menos atenção.

A primeira visita de um turista à estação espacial foi em 2001 e as oportunidades de viagens espaciais privadas aumentaram nos últimos anos.

Leia Também: Programa espacial da China escolhe primeiro astronauta de Macau

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório