Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Inteligência Artificial 'põe' antigo ditador indonésio a apelar ao voto

O partido de Suharto criou um vídeo falso com recurso à inteligência artificial (IA) em que o antigo ditador indonésio, apela ao voto nas eleições de quarta-feira, com mais de 4,7 milhões de visualizações numa rede social.

Inteligência Artificial 'põe' antigo ditador indonésio a apelar ao voto
Notícias ao Minuto

14:00 - 12/02/24 por Lusa

Tech Indonésia

No vídeo, um Suharto digital, vestido com 'batik' (camisa indonésia) e um boné típico muçulmano, apela aos indonésios para que votem no Partido dos Grupos Funcionais (Golkar) nas eleições gerais de 14 de fevereiro.

"Sou o Presidente Suharto, o segundo Presidente da Indonésia, e convido-vos a votar nos representantes do Golkar que podem continuar o meu sonho de progresso da Indonésia", diz o falso Suharto, citado pela agência espanhola EFE.

O vídeo falso, ou 'deepfake', foi publicado em janeiro pelo vice-presidente do partido, Erwin Aksa.

A técnica 'deepfake' (falsificação profunda, numa tradução livre) é uma das formas mais eficazes de produzir informação enganosa, ao colocar pessoas a fazerem afirmações em vídeo que nunca fizeram, segundo o Centro Nacional de Cibersegurança português.

Suharto, que morreu em 2008, foi considerado um dos líderes mais corruptos e repressivos da Ásia, embora alguns indonésios olhem para esses anos com nostalgia, como uma época de estabilidade contra os supostos perigos do comunismo.

Por sua ordem, a Indonésia invadiu Timor-Leste em 1975, mas a resistência dos timorenses e a pressão internacional levaram à realização de um referendo a favor da independência da antiga colónia portuguesa em 1999.

O ditador, que se demitiu em 1998, após protestos contra a crise económica e o regime, nunca foi julgado e morreu de causas naturais aos 86 anos.

Numa mensagem que acompanha o 'deepfake', Aksa explica a importância de eleger as pessoas certas para representar e liderar a Indonésia.

Diz que o vídeo pretende ser um lembrete da importância dos votos e das eleições para o futuro do país.

Alguns utilizadores reagiram positivamente e um deles até brincou com o facto de Suharto estar demasiado sério no vídeo, uma vez que em vida era conhecido como o "general sorridente".

Outros criticaram o facto de não ser ético utilizar a imagem de alguém que já morreu para fazer um vídeo político, segundo a EFE.

O partido Golkar, o movimento político de Suharto, integra a coligação de apoio ao antigo general Prabowo Subianto, que lidera as sondagens para suceder a Joko Widodo (popularmente conhecido por Jokowi) como Presidente da Indonésia.

Prabowo candidata-se pela terceira vez, depois de ter perdido para Jokowi, em 2014 e 2019.

A Constituição impede Jokowi, 62 anos, de cumprir um terceiro mandato consecutivo.

Prabowo, 72 anos, tem como candidato a vice-presidente Gibran Raka, o filho mais velho do Presidente.

O antigo general tem como adversários Anies Baswedan, 54 anos, um académico que foi governador de Jacarta, e Ganjar Pranowo, 55, antigo governador de Java Central.

Espera-se que cerca de 205 milhões de indonésios votem nas eleições gerais, que também incluem eleições legislativas, regionais e locais na terceira democracia mais populosa do mundo e o país com mais muçulmanos.

Leia Também: Partidos políticos do Paquistão negoceiam alianças pós-eleitorais

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório