Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Netflix acusada na Rússia de distribuir "propaganda gay"

Queixa aponta que a empresa tem temas LGBTQIA+ em séries para espetadores de 16 anos.

Netflix acusada na Rússia de distribuir "propaganda gay"

A Reuters está a avançar com a notícia que a Rússia começou a investigar a Netflix devido ao que é descrito como “propaganda gay” e, se for considerada culpada, poderá ter o serviço temporariamente suspenso no país.

A empresa começou por ser acusada pelo comissário público para a proteção de famílias, que notou que alguns conteúdos da Netflix com temas LGBTQIA+ eram considerados adequados para jovens de 16 anos. Nota a publicação norte-americana que, na Rússia, a lei não permite a distribuição de “propaganda de relações sexuais não-tradicionais” a pessoas com menos de 18 anos.

Em reação, a Netflix diz não ter encontrado qualquer conteúdo LGBTQIA+ em séries para jovens de 16 anos. A queixa será agora avaliada pelo Ministério do Interior e, além de uma suspensão, a Netflix poderá ter de pagar uma multa até um milhão de rublos, cerca de 11,7 mil euros.

Leia Também: Novo site da Netflix mostra as séries e filmes mais populares do serviço

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório