Meteorologia

  • 17 MAIO 2021
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Trabalhadores da multinacional Amazon rejeitam criação de sindicato

Os trabalhadores da Amazon no centro logístico de Bessemer, Estado norte-americano do Alabama, rejeitaram hoje a criação de um sindicato, conforme pretendia a empresa retalhista "on-line".

Trabalhadores da multinacional Amazon rejeitam criação de sindicato
Notícias ao Minuto

23:51 - 09/04/21 por Lusa

Tech EUA

Após meses de intensa campanha de parte a parte, a recusa da criação do sindicato ganhou por larga margem, com 1.798 votos contra e 738 a favor, segundo o Conselho Nacional das Relações Laborais, que supervisionou a votação, em que participaram mais de metade dos trabalhadores do centro.

A NLRB, confederação sindical do comércio retalhista e grossista, que apoiou os esforços de criação do sindicato de pessoal da Amazon, afirmou que irá pedir uma audição sobre se os resultados deverão ser considerados inválidos por a Amazon ter espalhado informação falsa em reuniões em que os funcionários foram obrigados a participar.

O sindicato num centro logístico seria o primeiro nos Estados Unidos e a sua criação foi impulsionada por queixas de vários trabalhadores insatisfeitos com as condições laborais, nalguns casos esgotados. 

O conglomerado do comércio em linha fez contratações elevadas em 2020 e quase duplicou o lucro para 21 mil milhões de dólares (18 mil milhões de euros), graças à expansão da procura em tempo de pandemia.

Mas o segundo grande empregador dos EUA, com 800 mil empregados, não quer aceitar o risco que a sindicalização representa para si, em Bessemer ou noutra unidade. 

A Amazon negou o problema dos trabalhadores obrigados a urinar no local de trabalho, em garrafas de plástico, por falta de tempo para se deslocarem à casa de banho, apesar das notícias e fotografias divulgadas por vários meios. 

O conglomerado insiste regularmente no facto de pagar pelo menos 15 dólares por hora, mais do dobro do salário mínimo no Estado do Alabama, um dos mais pobres do país.

Leia Também: Amazon despediu duas trabalhadoras que pediram mais proteção contra vírus

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório