Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2020
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

EUA alcançam compromisso da Eslovénia para excluir Huawei da rede 5G

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, alcançou hoje mais um êxito contra a China ao obter da Eslovénia o compromisso de garantir a segurança da sua rede 5G, o que exclui empresas chinesas como a Huawei.

EUA alcançam compromisso da Eslovénia para excluir Huawei da rede 5G
Notícias ao Minuto

15:41 - 13/08/20 por Lusa

Tech Huawei

"Tive o prazer de assinar uma declaração comum com o ministro dos Negócios Estrangeiros [esloveno] que exclui fornecedores não fiáveis da rede 5G", disse o chefe da diplomacia dos Estados Unidos durante uma visita à Eslovénia.

"O vento está a virar-se contra o Partido Comunista Chinês (PCC) e os seus esforços para limitar a liberdade", acrescentou Pompeo.

Numa conferência de imprensa em Bled, noroeste da Eslovénia, Pompeo alertou que a China é mais perigosa do que era a antiga União Soviética.

"O PCC já está enredado nas nossas economias, nas nossas políticas, nas nossas sociedades de formas que a União Soviética nunca esteve", acrescentou.

O primeiro-ministro conservador esloveno, Janez Jansa, garantiu a Washington o apoio da Eslovénia, que está "pronta a envolver-se" para "coroar de sucesso os esforços americanos" para contrariar a "ameaça híbrida" que ensombra o ocidente.

"Discutimos as relações com a China e a Rússia. Devemos tomar em consideração o interesse estratégico das nossas civilizações, que têm como alicerce a segurança, a liberdade e a democracia", disse Jansa.

A declaração comum não refere especificamente a China, mas pode ler-se que "a Eslovénia e os Estados Unidos concordam na concretização do 5G (...) com recurso a uma avaliação aprofundada dos fornecedores e (...) um compromisso rigoroso em favor do Estado de direito".

Em comunicado, a Huawei lamentou hoje a declaração bilateral, segundo a agência de notícias eslovena STA.

"Pensamos que este tipo de declaração irá atrasar a introdução da tecnologia 5G e torná-la-á mais cara para os utilizadores", alertou o gigante chinês.

A China tem acusado os EUA de "oprimirem empresas chinesas" através das suas declarações sobre os fornecedores de equipamentos de telecomunicação Huawei e ZTE serem ameaças nacionais.

A Eslovénia, com dois milhões de habitantes e que faz fronteira com a Itália e a Áustria, é membro da NATO desde 2004 e da UE desde 2007.

Pompeo, que se encontra numa digressão de cinco dias pela República Checa, Eslovénia, Áustria e Polónia, alertou os europeus contra a sua dependência energética face à Rússia.

O secretário de Estado foi o primeiro chefe da diplomacia norte-americana a visitar a Eslovénia, país natal da primeira-dama norte-americana, Melania Trump, desde 2001.

A administração de Donald Trump tem pressionado os seus aliados para banirem os equipamentos da Huawei, líder mundial da tecnologia 5G, acusada por Washington de partilhar dados com os serviços secretos do regime chinês e de colocar a sua tecnologia ao serviço da vigilância dos dissidentes e da repressão de um milhão de uigures.

O Reino Unido já proibiu a compra de novos equipamentos Huawei a partir de 31 de dezembro.

Além da declaração sobre o 5G, Pompeo deverá discutir a segurança energética com o primeiro-ministro e o Presidente da Eslovénia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório