Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2020
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Investigadores alertam: Corrida à vacina faz disparar ciberataques

De acordo com os investigadores de uma empresa de cibersegurança, têm aumentado as campanhas de malspam e phishing.

Investigadores alertam: Corrida à vacina faz disparar ciberataques

Os avanços na corrida à vacina contra a Covid-19 têm dado o mote para o lançamento de campanhas de malspam e phishing. O alerta chega da Check Point® Software Technologies Ltd., que dá conta que a média de ciberataques semanais em julho que utilizam o tema coronavírus está próxima dos 61 mil.

Como recordam os investigadores, a Oxford University e a farmacêutica americana Moderna Therapeutics anunciaram progressos na tentativa de desenvolver uma vacina. A farmacêutica Moderna desenvolveu, aliás, "uma vacina experimental, testada em macacos, que permitiu combater o vírus nos animais". 

Já a Oxford University "entrou recentemente na fase final de ensaios que poderão resultar numa vacina" eficaz.

A empresa de soluções de cibersegurança destaca, perante este cenário, que os hackers e ciberatacantes "têm seguido de perto os avanços da pandemia a nível global, tomando partido para lançar ciberameaças, com destaque para as campanhas de phishing". Em comunicado enviado às redações, a tecnológica vai ainda mais longe e diz mesmo que a o número de novos domínios relacionados com a vacina duplicou entre junho e julho.

Os ciberatacantes, detalham os especialistas, "têm-se aproveitado para lançar uma campanha de malspam que tem como assunto de correio eletrónico 'CARTA DE INFORMAÇÂO URGENTE: COVID-19 NOVAS VACINAS APROVADAS'". Estes e-mails incluem ainda documentos Excel que, "ao serem descarregados, instalam um software malicioso capaz de recolher informação como dados de acesso, nomes de utilizador e respetivas senhas".

Detetou ainda a Check Point® Software Technologies Ltd., uma campanha de phishing que enviava e-mails intitulados 'O esforço pela vacina contra o coronavírus no Reino Unido está a desenvolver-se inadequadamente, provocando consequências de maior gravidade aos pacientes'.

Esta corrente de e-mails, alertam, continha "um link malicioso, agora já desativado segundo os investigadores da Check Point, utilizado para direcionar os utilizadores a um site falso de uma farmacêutica canadiana".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório