Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 30º

"Irresponsabilidade"? "Os portugueses conhecem-me"

Em causa estão as críticas de Sebastião Bugalho, que acusou Marta Temido e o PS de "irresponsabilidade democrática", por criticarem o plano de emergência para a saúde apresentado pelo Executivo da AD, depois do estado a que deixaram chegar o setor.

"Irresponsabilidade"? "Os portugueses conhecem-me"
Notícias ao Minuto

11:29 - 30/05/24 por Carmen Guilherme

Política Europeias

A cabeça de lista do Partido Socialista (PS) às eleições Europeias, Marta Temido, recusou, esta quinta-feira, responder às mais recentes acusações de Sebastião Bugalho, adversário e candidato da Aliança Democrática (AD), que a acusou de "irresponsabilidade democrática" por criticar o plano de emergência para a saúde apresentado pelo Governo. 

A também antiga ministra da Saúde falava aos jornalistas durante uma ação de campanha no Parque Mineiro de Aljustrel, no distrito de Beja. Depois de ter afirmado ser uma candidata de "construção" e interrogada sobre se o cabeça de lista da AD é mais um candidato destrutivo, a socialista evitou responder, remetendo para o seu projeto.

"Cada um faz o seu caminho e escolhe o seu caminho. O caminho que estamos a procurar fazer é um caminho que mostra aos portugueses aquilo que é o impacto da Europa em Portugal, mas também aquilo que são os problemas que Portugal precisa de resolver no contexto da União Europeia", afirmou, acrescentando ainda que o tema em questão "não se compara àquilo que é o desafio da construção". 

"Não vou comentar. Eu estou aqui para falar dos nossos projetos e é dos nossos projetos que nós queremos falar e é isso que estamos a fazer", reforçou.

Confrontada com as acusações de "irresponsabilidade", Marta Temido lembrou que é uma figura já conhecida dos portugueses, voltando a recusar entrar "nessa discussão".

"Os portugueses conhecem-me, os portugueses sabem que eu não vou entrar nessa discussão", atirou.

A candidata ao Parlamento Europeu destacou a importância de um discurso positivo durante a campanha, referindo que o "relevante" é que "cada um "escolha o seu caminho, faça ao seu caminho" e mostre "ao que vem e quais são as suas ideias".

Recorde-se que, ontem, o cabeça de lista da AD às Europeias acusou Marta Temido e o PS de "irresponsabilidade democrática", por criticarem o plano de emergência para a saúde, depois do estado a que deixarem chegar o setor.

"É a irresponsabilidade de alguém que foi candidata à Assembleia da República em março, que sonhava ser candidata autárquica em abril e que é candidata ao Parlamento Europeu em maio", frisou.

Para Sebastião Bugalho, os portugueses "não esquecem a irresponsabilidade de quem vem criticar um plano de emergência para a saúde depois de deixar o SNS (Serviço Nacional de Saúde) com 1,7 milhões portugueses sem médicos de família".

Leia Também: Bugalho acusa Marta Temido e PS de "irresponsabilidade democrática"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório