Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

PS/Madeira encara com "otimismo" candidato da região em lugar elegível

O ex-líder do PS madeirense Sérgio Gonçalves é o oitavo candidato nas listas do partido às eleições europeias, em lugar elegível, uma candidatura encarada com "grande otimismo" pela estrutura socialista regional.

PS/Madeira encara com "otimismo" candidato da região em lugar elegível
Notícias ao Minuto

22:31 - 22/04/24 por Lusa

Política Europeias

"Encaramos com grande otimismo esta candidatura e a nossa expectativa é de que o Sérgio Gonçalves seja o próximo madeirense a integrar o Parlamento Europeu", afirma Paulo Cafôfo, atual presidente do PS/Madeira em nota divulgada na região.

Segundo a informação do PS insular, Sérgio Gonçalves, que foi deputado na Assembleia Legislativa dissolvida pelo Presidente da República, é "o rosto às europeias ocupa a 8.ª posição da lista, um lugar elegível, uma vez que o Partido Socialista tem conseguido assegurar a representação de mais de oito deputados para o Parlamento Europeu".

O candidato socialista madeirense é licenciado em Economia e Mestre em Gestão, está ligado ao setor empresarial e foi líder do PS/Madeira entre 2022 e 2023, tendo sido substituído por Paulo Cafôfo, ex-secretário de Estado das Comunidades do Governo socialista governado por António Costa.

"A escolha de Sérgio Gonçalves é motivo de grande satisfação para o PS/Madeira, uma vez que se trata de uma pessoa com um percurso profissional notável. Quer em termos de carreira profissional, quer em termos políticos, é reconhecido pelo seu rigor, competência e capacidade de trabalho", diz o líder socialista madeirense citado no documento.

Por seu turno, Sérgio Gonçalves declara ser "candidato com a mesma entrega, dedicação e empenho" com os quais se empenhou em "todos os desafios políticos e cívicos".

O candidato assegura que pretende ser "uma voz ativa na defesa dos interesses da Região [Autónoma da Madeira]" no Parlamento Europeu.

Na nota difundida, o presidente do PS/Madeira também realça o "emprenho" da eurodeputada socialista madeirense que cessou funções, Sara Cerdas, que, nos últimos cinco anos no Parlamento Europeu, se destacou com um trabalho que "dará continuidade agora na Madeira".

Nas últimas eleições europeias, em 2019, a Madeira manteve duas eurodeputadas no Parlamento Europeu, nomeadamente Sara Cerdas (PS) e Cláudia Monteiro de Aguiar (PSD), que conseguiu ser reeleita e é hoje secretária de Estado das Pescas.

Nesse sufrágio, o PSD foi o partido mais votado na Região Autónoma da Madeira nas europeias de domingo, com 37,15% dos votos, tendo o PS obtido 25,81%.

A abstenção situou-se nos 61, 47%, inferior aos 66, 14% registada em 2014.

Leia Também: Marta Temido será cabeça de lista do PS para as Europeias

Recomendados para si

;
Campo obrigatório