Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 21º

"Má educação". Montenegro começou "com o pé esquerdo" na visita a Espanha

O comentador Miguel Sousa Tavares comentou o facto de o primeiro-ministro ter estado no Palácio da Moncloa, sede do governo espanhol, e depois ter ido "à sede do PP, visitar a oposição".

"Má educação". Montenegro começou "com o pé esquerdo" na visita a Espanha
Notícias ao Minuto

23:39 - 18/04/24 por Notícias ao Minuto

Política Miguel Sousa Tavares

Miguel Sousa Tavares considerou, esta quinta-feira, que a primeira visita de Estado do primeiro-ministro foi uma "chamada entrada com o pé esquerdo" já que depois de sair do Palácio da Moncloa, sede do governo espanhol, Luís Montenegro foi "direto à sede do PP, visitar a oposição".

"Isto é o que se faz tradicionalmente quando se vai a uma ditadura para se mostrar que se apoia a oposição. Isto não se faz numa visita de Estado, que é uma visita de cortesia. Fica mal. É um gesto de quase má educação", considerou no seu espaço de opinião na CNN Portugal.

O comentador explicou que "é tradição que o primeiro-ministro de Portugal comece as viagens ao estrangeiro por Espanha", já que o país vizinho é um dos três com que Portugal tem as relações bilaterais mais importantes, tendo enumerado ainda o Brasil e Angola. "Como é o único país com quem temos fronteira vai-se sempre a Espanha", sublinhou.

Sousa Tavares recordou ainda a presença, há poucos meses atrás, do atual ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Rangel, num comício do PP "contra o atual governo" espanhol. "Vai lá e tem uma participação histérica, aos gritos na Praça de Cibeles", lembrou.

O comentador referiu ainda que Luís Montenegro votou contra a proposta do governo espanhol em avançar com o reconhecimento do Estado da Palestina. "O que é que ele lá vai fazer? Vai lá provocar Pedro Sánchez, mais nada", considerou Miguel Sousa Tavares.

"Nota negativa. Escusava de lá ter ido, entrou com o pé esquerdo", concluiu o comentador. 

Leia Também: "Não há diferenças". Montenegro e Sánchez anunciam cimeira em outubro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório