Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 25º

PS apoia orçamento retificativo? "Tem grande peso na consciência"

Secretário-geral do PCP defende que o PS deveria tomar estas medidas quando estava no Governo.

PS apoia orçamento retificativo? "Tem grande peso na consciência"
Notícias ao Minuto

11:11 - 22/03/24 por Andrea Pinto

Política Paulo Raimundo

Paulo Raimundo reagiu esta manhã, em visita à Futurália, em Lisboa, sobre o facto de Pedro Nuno Santos ter afirmado que está disposto para aprovar um Orçamento Retificativo caso Luis Montenegro valorize as carreiras da Administração Pública.

"É uma declaração de quem tem grande peso de consciência. Porque se há condições para um orçamento retificativo agora porque é que não o fez antes?", questionou o comunista.

O secretário-geral do PCP prosseguiu considerando que esta é "uma contradição" que o PS vai ter de "carregar às costas" e que não contará com o PCP para isso.

"Não alimentamos fugas para a frente nem pesos de consciência de outros", reforçou, referindo que a valorização das carreiras não aconteceu antes "por opção" do partido socialista.

"Nós chegámos a um excedente orçamental de 4,3 mil milhões de euros e isso foi à custa de quê? À custa dos serviços públicos, de não fixar médicos, de não reconhecer o tempo de serviço dos professores, à custa dos salários dos profissionais judiciais, foi à custa disso tudo", sublinhou, acrescentando que o "PS tinha tudo na mão" por isso se não "o fez foi porque não quis".

Recorde-se que o secretário-geral do PS manifestou "muito agrado" com as declarações do primeiro-ministro indigitado sobre a sua disponibilidade para viabilizar um orçamento retificativo, considerando demonstrarem que há condições para valorizar alguns grupos profissionais da administração pública.

Já o PCP voltou a reforçar esta sexta-feira que não aprovará nenhum Orçamento Retificativo justificando que "não temos expetativa sobre o novo Governo, independentemente da sua composição".

[Notícia atualizada às 11h34]

Leia Também: Montenegro indigitado? "Do próximo Governo, não espero nada"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório