Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 27º

AO MINUTO: AD quer "desbaratar"; Medina junta-se à campanha na 3.ª-feira

Mais de 200 mil eleitores pediram para votar em mobilidade para as Eleições Legislativas, este domingo, quando a campanha entra no seu 8.º dia e os líderes partidários percorrem o país, de Norte a Sul.

AO MINUTO: AD quer "desbaratar"; Medina junta-se à campanha na 3.ª-feira
Notícias ao Minuto

07:43 - 03/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Legislativas

Uma semana antes do dia das Eleições Legislativas, mais de 200 mil eleitores dirigem-se às urnas para votar em mobilidade. No total, segundo o Ministério da Administração Interna (MAI), foram 208.007 as pessoas que pediram para votar este domingo, entre as quais se encontra o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Apesar de ser 'dia' de eleições, a campanha prossegue e entra na sua segunda semana com arruadas e comícios dos líderes partidários, de Norte a Sul do país. 

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), Pedro Nuno Santos, continua a campanha no Norte e marca presença em Vila do Conde, Guimarães, Vizela, Braga e Viana do Castelo. 

Já o líder da coligação Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, estará pelo Centro, com passagem pela Figueira da Foz, Coimbra e Viseu. 

O presidente do Chega, André Ventura, estará por Castelo Branco e Leiria, enquanto o líder da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, passará pela Praia de Matosinhos e Viseu.

Paulo Raimundo, secretário-geral do PCP, Mariana Mortágua, líder do Bloco de Esquerda (BE), e Rui Tavares, do Livre, ficarão por Lisboa, ao passo que a porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, estará em Oeiras. 

Fim de acompanhamento

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Boa noite. Terminamos por aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral. Estaremos de volta na segunda-feira de manhã com os acontecimentos mais marcantes do 9.º dia de campanha. Até amanhã e boa semana!

PS e PSD concentram mais de 65% dos votos em legislativas desde 1987

Lusa | há 1 mês

O PS e o PSD concentraram em conjunto mais de dois terços do total dos votos válidos em legislativas desde 1987, segundo um retrato da evolução das eleições em 50 anos de democracia, hoje divulgado pela Pordata.

PS e PSD concentram mais de 65% dos votos em legislativas desde 1987

O PS e o PSD concentraram em conjunto mais de dois terços do total dos votos válidos em legislativas desde 1987, segundo um retrato da evolução das eleições em 50 anos de democracia, hoje divulgado pela Pordata.

Lusa | 00:06 - 04/03/2024


  

Mais de 60% dos cidadãos não confia na AR, acima da média da UE

Lusa | há 1 mês

Mais de 60% dos cidadãos em Portugal tendem a não confiar na Assembleia da República, um valor acima da média europeia, que é de 56%, segundo um retrato da perceção sobre a política, divulgado hoje pela Pordata.

Mais de 60% dos cidadãos não confia na AR, acima da média da UE

Mais de 60% dos cidadãos em Portugal tendem a não confiar na Assembleia da República, um valor acima da média europeia, que é de 56%, segundo um retrato da perceção sobre a política, divulgado hoje pela Pordata.

Lusa | 00:04 - 04/03/2024

Pedro Nuno acusa AD de querer "desbaratar e desperdiçar" o que PS poupou

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário-geral do PS prometeu hoje uma mudança sem colocar em causa as "conquistas" dos últimos anos e acusou a AD de ter um projeto que desbarata as finanças com cheques fiscais para quem não precisa.

Pedro Nuno acusa AD de querer "desbaratar e desperdiçar" o que PS poupou

O secretário-geral do PS prometeu hoje uma mudança sem colocar em causa as "conquistas" dos últimos anos e acusou a AD de ter um projeto que desbarata as finanças com cheques fiscais para quem não precisa.

Lusa | 23:31 - 03/03/2024

Programa da AD "é o desrespeito pelo Estado social", diz Marina Gonçalves

Lusa | há 1 mês

A cabeça de lista do PS por Viana do Castelo, Marina Gonçalves, considerou hoje que o programa da Aliança Democrática é de "desrespeito pelo Estado social" e criticou os "fantasmas do passado" que têm participado nos seus comícios.

Programa da AD "é o desrespeito pelo Estado social", diz Marina Gonçalves

A cabeça de lista do PS por Viana do Castelo, Marina Gonçalves, considerou hoje que o programa da Aliança Democrática é de "desrespeito pelo Estado social" e criticou os "fantasmas do passado" que têm participado nos seus comícios.

Lusa | 23:28 - 03/03/2024

"Não há nada mais social e amigo do trabalho que crescimento económico"

Teresa Banha | há 1 mês

A RTP transmitiu, este domingo, uma entrevista feita ao líder da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, durante a qual falou sobre empresas e descida de impostos. Questionado sobre se a IL era "o partido dos patrões", dado que não houve encontros nesta campanha com trabalhadores. "Não se trata disso. Nós temos de ter um país a crescer, e para isso as empresa são determinantes. São as empresas e as pessoas que criam riqueza para o país. Queremos empresas que cresçam", defendeu, acrescentando que só empresas maiores têm "capacidade de inovar, trazer mais produtividade".

Rui Rocha sublinhou que "toda a vontade de uma economia a crescer" tem uma consequência final, que são "melhores salários". "Só temos maiores salários se as nossas empresas crescerem e se conseguirmos atrair investimento estrangeiro. Não há nada mais social e amigo do trabalho do que crescimento económico e a descida de impostas, nomeadamente, para os rendimentos", defendeu.

Costa em Bruxelas "seria bom para Montenegro". Eleições? "Tudo ou nada"

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Luís Marques Mendes comentou as polémicas e "ruído" que envolveram a AD na última semana, assim como o regresso de Pedro Passos Coelho, que considerou "positivo" - e explicou porquê. O comentador falou ainda sobre o regresso aos estudos de Costa, que, se resultarem numa ida para Bruxelas, pode "até ser bom para Montenegro".

Costa em Bruxelas "seria bom para Montenegro". Eleições? "Tudo ou nada"

O social-democrata Luís Marques Mendes comentou as polémicas e "ruído" que envolveram a AD na última semana, assim como o regresso de Pedro Passos Coelho, que considerou "positivo" - e explicou porquê. O comentador falou ainda sobre o regresso aos estudos de Costa, que, se resultarem numa ida para Bruxelas, pode "até ser bom para Montenegro".

Notícias ao Minuto | 22:54 - 03/03/2024

Anulação de votos? Ventura mantém suspeitas e pede investigação a CNE

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega reiterou hoje as suspeitas sobre a possibilidade de anulação propositada de votos no partido nas legislativas e defendeu que a Comissão Nacional de Eleições (CNE) deve investigar.

Anulação de votos? Ventura mantém suspeitas e pede investigação a CNE

O presidente do Chega reiterou hoje as suspeitas sobre a possibilidade de anulação propositada de votos no partido nas legislativas e defendeu que a Comissão Nacional de Eleições (CNE) deve investigar.

Lusa | 22:53 - 03/03/2024


  

'Pesos pesados'. Com Carvalhas e Jerónimo, CDU trouxe prova de vida

Lusa | há 1 mês

Lisboa deu hoje uma 'prova de vida' da CDU, ao trazer às ruas da baixa lisboeta mais de mil pessoas, entre as quais os anteriores líderes do PCP, Jerónimo de Sousa e Carlos Carvalhas.

'Pesos pesados'. Com Carvalhas e Jerónimo, CDU trouxe prova de vida

Lisboa deu hoje uma 'prova de vida' da CDU, ao trazer às ruas da baixa lisboeta mais de mil pessoas, entre as quais os anteriores líderes do PCP, Jerónimo de Sousa e Carlos Carvalhas.

Lusa | 22:41 - 03/03/2024

Fernando Medina deverá entrar na campanha do PS na terça-feira

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro das Finanças, Fernando Medina, entrará na campanha eleitoral do Partido Socialista (PS) na terça-feira.

A informação é avançada pela SIC Notícias, que adianta que o ministro participará no comício que decorrerá à hora de almoço no Bairro da Boa Vista, em Lisboa, e, estará também no período na noite na Aula Magna.

Tavares em Sintra a tentar converter indecisos. E foi 'pivôt' por minutos

Lusa | há 1 mês

Ao oitavo dia de campanha, o porta-voz do Livre foi ao concelho de Sintra tentar converter os indecisos com quem se cruzou e defender a importância do jornalismo, acabando por ser 'pivôt' durante uns minutos.

Tavares em Sintra a tentar converter indecisos. E foi 'pivôt' por minutos

Ao oitavo dia de campanha, o porta-voz do Livre foi ao concelho de Sintra tentar converter os indecisos com quem se cruzou e defender a importância do jornalismo, acabando por ser 'pivôt' durante uns minutos.

Lusa | 21:14 - 03/03/2024

Pedro Nuno diz que ninguém "prefere voltar a 2015" e mudança é com o PS

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS afirmou hoje que tem a tarefa de convencer os portugueses insatisfeitos de que a "mudança necessária continua a passar pelo PS", defendendo, que apesar de haver hoje problemas, nenhum português "prefere voltar a 2015."

"Nós sabemos que há portugueses que estão insatisfeitos, que querem que as coisas mudem também nas suas vidas. (...) A minha tarefa é convencê-los que a mudança necessária, aquela que não põe em causa aquilo que conquistámos, essa mudança continua a passar pelo PS, é por nós que ela continua a passar", afirmou.

Pedro Nuno diz que ninguém "prefere voltar a 2015" e mudança é com o PS

O secretário-geral do PS afirmou hoje que tem a tarefa de convencer os portugueses insatisfeitos de que a "mudança necessária continua a passar pelo PS", defendendo, que apesar de haver hoje problemas, nenhum português "prefere voltar a 2015."

Lusa | 21:34 - 03/03/2024

Isabel Soares pede mobilização ao PS para que "medo" não regresse

Lusa | há 1 mês

Isabel Soares, filha do antigo Presidente da República Mário Soares, apelou hoje à mobilização de todos os socialistas para que "Portugal não volte a ter medo" e acusou "a direita" de procurar apagar os resultados do Governo.

"Não há melhor forma de comemorar Abril do que ter PS à frente do país"

Lusa | há 1 mês

O cabeça de lista socialista por Braga, José Luís Carneiro, considerou hoje que a melhor forma de comemorar os 50 anos de Abril é ter o PS no Governo, e atacou a Direita democrática e a "revisionista".

"Não há melhor forma de comemorar Abril do que ter PS à frente do país"

O cabeça de lista socialista por Braga, José Luís Carneiro, considerou hoje que a melhor forma de comemorar os 50 anos de Abril é ter o PS no Governo, e atacou a Direita democrática e a "revisionista".

Lusa | 20:57 - 03/03/2024

IL defende criação de círculo de compensação e fim do dia de reflexão

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, defendeu hoje a criação de um círculo de compensação nacional para acabar com "votos desperdiçados", e o fim do dia de reflexão.

IL defende criação de círculo de compensação e fim do dia de reflexão

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, defendeu hoje a criação de um círculo de compensação nacional para acabar com "votos desperdiçados", e o fim do dia de reflexão.

Lusa | 20:42 - 03/03/2024

"Não passarão". Mortágua pede "maior manifestação feminista" em Portugal

Teresa Banha | há 1 mês

A coordenadora bloquista apelou hoje à mobilização para que, na sexta-feira, seja a "maior manifestação feminista" em Portugal e se ouça um "não passarão imponente" perante a ameaça do conservadorismo, pedindo um voto nas legislativas "como mulheres".

"Não passarão". Mortágua pede "maior manifestação feminista" em Portugal

A coordenadora bloquista apelou hoje à mobilização para que, na sexta-feira, seja a "maior manifestação feminista" em Portugal e se ouça um "não passarão imponente" perante a ameaça do conservadorismo, pedindo um voto nas legislativas "como mulheres".

Lusa | 20:34 - 03/03/2024

Antigos líderes entram nas campanhas do PSD, CDU e BE. PS tem incidente

Lusa | há 1 mês

Antigos líderes partidários marcaram hoje presença nas campanhas do PSD, BE e CDU, e na comitiva do PS registou-se um incidente com um vaso arremessado, levando o líder socialista a pedir serenidade.

Antigos líderes entram nas campanhas do PSD, CDU e BE. PS tem incidente

Antigos líderes partidários marcaram hoje presença nas campanhas do PSD, BE e CDU, e na comitiva do PS registou-se um incidente com um vaso arremessado, levando o líder socialista a pedir serenidade.

Lusa | 20:09 - 03/03/2024

Linguagem desportiva continua a dominar campanha. "Etapa começa dia 11"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD afirmou hoje que "a verdadeira etapa" do seu plano político começa no dia seguinte às eleições, e insistiu que não se vai distrair com "pequenos episódios" nem veio para "os jogos das políticas".

Linguagem desportiva continua a dominar campanha. "Etapa começa dia 11"

O presidente do PSD afirmou hoje que "a verdadeira etapa" do seu plano político começa no dia seguinte às eleições, e insistiu que não se vai distrair com "pequenos episódios" nem veio para "os jogos das políticas".

Lusa | 20:01 - 03/03/2024


  

"Interromperam o jogo"? Costa foi quem "saiu de campo", diz Nuno Melo

Lusa | há 1 mês

O autarca do PSD Fernando Ruas e o presidente do CDS-PP, Nuno Melo, responderam hoje a António Costa, afirmando que foi ele quem "saiu do campo" e acusando-o de ter começado o jogo com "uma rasteira ao Seguro".

"Interromperam o jogo"? Costa foi quem "saiu de campo", diz Nuno Melo

O autarca do PSD Fernando Ruas e o presidente do CDS-PP, Nuno Melo, responderam hoje a António Costa, afirmando que foi ele quem "saiu do campo" e acusando-o de ter começado o jogo com "uma rasteira ao Seguro".

Lusa | 19:51 - 03/03/2024


  

Mortágua recusa "passo atrás" no aborto e promete "melhorar a lei"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, recusou qualquer passo atrás sobre o aborto e comprometeu-se a "melhorar a lei" e a adaptar os serviços de saúde para que as mulheres possam continuar a escolher livremente.

Mortágua recusa "passo atrás" no aborto e promete "melhorar a lei"

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, recusou qualquer passo atrás sobre o aborto e comprometeu-se a "melhorar a lei" e a adaptar os serviços de saúde para que as mulheres possam continuar a escolher livremente.

Lusa | 18:56 - 03/03/2024

"País que temos hoje afasta famílias e desperdiça pessoas"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder da Aliança Democrática passou, no 8.º dia de campanha eleitoral, por Viseu, onde recordou o primeiro encontro da iniciativa 'Sentir Portugal' na mesma região. "Recordo-me muito bem daquilo que uma senhora me disse. Ela disse-me, a chorar, que se tinha aposentando há pouco tempo, que tinha uma mágoa enorme porque o seu filho tinha decidido naquele dia trabalhar no estrangeiro. Nunca mais me esqueci disso e hoje, em Viseu, com tanta gente, com muitos que possam estar a passar pelo mesmo. E passar pelo mesmo é: sendo jovens, terem de tomar a decisão de ir para o estrangeiro trabalhar, largando tudo aquilo que é a sua vida. Ou o pai ou a mãe, que vê isso acontecer ao seu filho - e por via disso, quebrada a relação diária de contacto com o seu filho, e um dia, com os seus netos. Quando recordei que foi exatamente aqui que comecei a 'Sentir Portugal' eu não pude deixar de pensar nesse encontro e nessa mensagem que ela me transmitiu, dizendo: 'Espero que faça alguma coisa para que as mães de Portugal não tenham de passar por aquilo que estou a passar'", afirmou, apontando que "o país que temos hoje está a afastar as famílias e a desperdiçar aquilo que é o maior capital que temos: as pessoas", nomeadamente, os jovens. 

Luís Montenegro falou ainda das dificuldades do SNS, em especial das grávidas, que devido a falta de recursos e condições podem ser 'reencaminhas' para outros locais. "Vejam bem o que é chegar a uma urgência e mandarem uma mãe para 50 ou 100 km de distância. E ela chegar lá - como aconteceu em Portugal, e perto de Lisboa - e também a 2.ª urgência e também estava e foi para a 3.ª. A 150 km daquela que estava à sua porta", apontou.

Montenegro falou ainda de outras questões que é preciso melhorar, como por exemplo no campo da habitação, exemplificando com os jovens que entrar no Ensino Superior e que depois não se podem inscrever "porque não têm dinheiro para pagar o alojamento". "É o que acontece a muitos jovens, filhos e netos de muitas pessoas em Portugal", atirou.

Voltando a recordar a mãe acima referida, Montenegro apontou ainda que a conversa da mesma foi feita com esperança, o social-democrata garantiu. "Se eu já tinha muita força para poder contribuir para a através das políticas públicas servir as pessoas, fiquei ainda mais convencido que tínhamos mesmo de agarrar isto, construir programa, equipa e um caminho", afirmou.

Catarina Martins pede "força da Esquerda para abanar o barco"

Teresa Banha | há 1 mês

A antiga líder do BE Catarina Martins pediu hoje "força da Esquerda para abanar o barco", num discurso com vários recados ao PS, e avisou que em muitos distritos "ou elege o Bloco ou não elege a Esquerda".

Catarina Martins pede "força da Esquerda para abanar o barco"

 A antiga líder do BE Catarina Martins pediu hoje "força da Esquerda para abanar o barco", num discurso com vários recados ao PS, e avisou que em muitos distritos "ou elege o Bloco ou não elege a Esquerda".

Lusa | 18:14 - 03/03/2024

Tentativa de "desvirtuar resultados"? "É a cartilha da extrema-direita"

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre alertou hoje para a "cartilha do costume da extrema-direita" quanto à fidedignidade do processo eleitoral, depois de o líder do Chega ter alegado uma tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas.

Tentativa de "desvirtuar resultados"? "É a cartilha da extrema-direita"

O porta-voz do Livre alertou hoje para a "cartilha do costume da extrema-direita" quanto à fidedignidade do processo eleitoral, depois de o líder do Chega ter alegado uma tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas.

Lusa | 18:29 - 03/03/2024

Ataque à comitiva do PS? "Parece-me que há provocações de parte a parte"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, foi questionado sobre o incidente que aconteceu esta tarde em Guimarães, onde um morador atirou um vaso à comitiva socialista. "Já tive a oportunidade de dizer que todos estes incidentes são lamentáveis. Do que eu vi - e à falta de informação mais detalhada - parece-me que há provocações e tentativas de agressão de parte a parte. De um lado com envio de bandeiras, provocações. Do outro lado, com envio de um vaso", recordou, em declarações à RTP3.

Rui Rocha considerou que era necessário que fosse dado "o exemplo da tranquilidade e espírito democrático". "Isso obrigado, por um lado, as caravanas e partidos - com a responsabilidade política que temos - que demos o exemplo dessa serenidade. É preciso saber resistir às provocações. Todos enfrentamos momentos em que as pessoas estão menos entusiasmadas com as nossas propostas e o manifestam de uma forma mais assertiva", atirou.

IL lamenta "incidente" contra comitiva do PS, mas fala em "provocações"

O presidente da IL afirmou hoje que os cidadãos e os partidos políticos têm de dar um "exemplo de tranquilidade e espírito democrático" até ao final da campanha eleitoral, após um incidente durante uma arruada socialista em Guimarães.

Lusa | 19:07 - 03/03/2024

Após momento de tensão em Guimarães, Pedro Nuno Santos pede "serenidade"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS defendeu hoje que é fundamental haver serenidade e "respeito pela visão dos outros" em momento de campanha eleitoral, em reação a um incidente durante uma arruada socialista em Guimarães.

Após momento de tensão em Guimarães, Pedro Nuno Santos pede "serenidade"

O secretário-geral do PS defendeu hoje que é fundamental haver serenidade e "respeito pela visão dos outros" em momento de campanha eleitoral, em reação a um incidente durante uma arruada socialista em Guimarães.

Lusa | 17:44 - 03/03/2024

"Hoje e no próximo domingo, povo é chamado a fazer opções sérias"

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Paulo Raimundo discursa nas ruas de Lisboa. "Que força é esta? Que esperança é esta que é feita a CDU, que hoje aqui está a desaguar no Rossio", afirmou, após citar versos de Ary dos Santos.

"Estamos a poucos dias das eleições legislativas. Hoje mesmo, e em particular no próximo domingo, os trabalhadores e o povo são chamados a fazer opções - e opções sérias", considerou.

Mariana Mortágua: "Somos a força das mulheres em Portugal"

Teresa Banha | há 1 mês

A líder do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, falou, este domingo, num comício em Lisboa. A bloquista falou dos artistas e também da importância das mulheres. "Da mulher que não pode estar aqui porque está a cuidar da mãe, do marido, do pai. Cada uma destas mulheres são muitas. E em todas elas há lá dentro uma força enorme, que é mais do que uma esperança. É a consciência de ser mulher em Portugal. Nós somos essa força. Somos a força das mulheres em Portugal", referiu, lembrando que há o partido tinha nascido "de uma das maiores lutas das mulheres pelo respeito que nos é devido e que constitui a democracia".

Falando do aborto, Mariana Mortágua falou do referendo que "acabou com a vergonha da perseguição a mulheres em Portugal".

Jerónimo na campanha da CDU para defender convergências à Esquerda

Lusa | há 1 mês

O antigo secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa surgiu hoje na campanha eleitoral da CDU para afirmar a importância de concretizar convergências e garantiu que não haverá qualquer dificuldade da parte dos comunistas para esse cenário.

Jerónimo na campanha da CDU para defender convergências à Esquerda

O antigo secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa surgiu hoje na campanha eleitoral da CDU para afirmar a importância de concretizar convergências e garantiu que não haverá qualquer dificuldade da parte dos comunistas para esse cenário.

Lusa | 17:11 - 03/03/2024

Líder do Chega quer "lei Ventura" para confiscar bens e limitar recursos

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega afirmou hoje que se vier a existir uma "lei Ventura" gostaria que permitisse o confisco de bens ligados a suspeitas de corrupção e para limitar o direito de recurso nos processos judiciais.

Líder do Chega quer "lei Ventura" para confiscar bens e limitar recursos

O presidente do Chega afirmou hoje que se vier a existir uma "lei Ventura" gostaria que permitisse o confisco de bens ligados a suspeitas de corrupção e para limitar o direito de recurso nos processos judiciais.

Lusa | 16:33 - 03/03/2024

"Se a AD não ganhar, haverá mais quatro anos de socialismo mais vincado"

Lusa | há 1 mês

O antigo vice-presidente do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes dramatizou hoje a importância de a AD ficar em primeiro lugar nas eleições e avisou que, se perder, "haverá mais quatro anos de socialismo mais vincado".

"Se a AD não ganhar, haverá mais quatro anos de socialismo mais vincado"

O antigo vice-presidente do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes dramatizou hoje a importância de a AD ficar em primeiro lugar nas eleições e avisou que, se perder, "haverá mais quatro anos de socialismo mais vincado".

Lusa | 16:31 - 03/03/2024

Após comentários da IL... "Como não comento sondagens não passo vergonha"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder da CDU, Paulo Raimundo, esteve nas ruas de Lisboa naquele que é o 8.º dia da campanha eleitoral. Em declarações às televisões, o comunista referiu ainda que na arruada também estavam os ex-secretários-gerais do do PCP, Jerónimo de Sousa e Carlos Carvalhas. "É um orgulho", afirmou Raimundo

Questionado sobre as declarações da IL, que disse que em função da subida do PCP e do PEV [nas sondagens] agora o PS tinha que dizer se vai ou não contar com o PCP. "O problema desses dirigentes é que gostam de comentar sondagens que são positivas e depois ficam à rasca com as sondagens que são negativas. Como eu tenho a vantagem de não comentar sondagens - nem as boas nem as más - não passo  por essas vergonhas", afirmou.

Raimundo exalta demonstração de força da CDU nas ruas de Lisboa

O desfile da CDU em Lisboa atraiu hoje milhares de pessoas à Baixa, com o secretário-geral do PCP a destacar a grande mobilização e o crescimento até às eleições legislativas de dia 10.

Lusa | 17:10 - 03/03/2024

PAN alerta para problemas de ordenamento do território em Algés

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN alertou hoje para os problemas de ordenamento do território junto à estação de comboios de Algés, em Oeiras, no distrito de Lisboa, e recordou as últimas cheias naquele local.

PAN alerta para problemas de ordenamento do território em Algés

A porta-voz do PAN alertou hoje para os problemas de ordenamento do território junto à estação de comboios de Algés, em Oeiras, no distrito de Lisboa, e recordou as últimas cheias naquele local.

Lusa | 14:54 - 03/03/2024

Tentativa de "desvirtuar resultados"? CNE sem conhecimento de queixas

Lusa | há 1 mês

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) não tem registo de qualquer queixa sobre qualquer tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas de dia 10, depois do líder do Chega ter levantado suspeitas no sábado.

Tentativa de "desvirtuar resultados"? CNE sem conhecimento de queixas

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) não tem registo de qualquer queixa sobre qualquer tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas de dia 10, depois do líder do Chega ter levantado suspeitas no sábado.

Lusa | 15:53 - 03/03/2024


  

Morador atira vaso à comitiva do PS (que ofende). Eis as imagens

Lusa | há 1 mês

Em Guimarães, um homem de meia idade apareceu à varanda a fazer gestos obscenos para o desfile do PS, enquanto gritava "filhos da...". Os socialistas começaram por responder, aumentando o tom das suas palavras de ordem de apoio ao PS.

O homem, à varanda, continuou a fazer gestos insultuosos e os ânimos começaram a exaltar-se.

Da rua, atiraram-lhe primeiro uma bandeira do PS, depois um guarda-chuva. Da varanda, o homem respondeu atirando um vaso de barro para a rua, que acertou no ombro de uma pessoa e sujou mais algumas com terra.

O secretário-geral do PS não presenciou estes incidentes. Desviou-se, assim que percebeu que havia clima de tensão. O incidente aconteceu quando Pedro Nuno Santos já estava umas dezenas de metros mais à frente.

Veja o momento aqui.

Marcelo já votou na FLUL. "Considerava-me esclarecido"

Lusa | há 1 mês

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou pouco depois das 15h30 à Faculdade de Letras de Lisboa, onde votou, pelo círculo eleitoral de Braga.

"Aqui foi uma opção de se habituar a utilizar um instrumento para combater a abstenção", justificou, em declarações aos jornalistas, falando sobre a votação em mobilidade.

"Considerava-me esclarecido ao fim de quatro meses de pré-campanha e campanha e vim votar", disse ainda.

Questionado sobre se não era tempo de fazer uma reflexão sobre o voto eletrónico, Marcelo afirmou que era um assunto a ponderar. "Já me pronunciei sobre isso, chamando à atenção para aquilo que é, mais dia menos dia, a pensar por exemplos nos nossos imigrantes e comunidades espalhadas pelo mundo - mas mesmo cá dentro. Para se ponderar os pós e contras do voto eletrónico. É de aprofundar isso", considerou.

"Quem puder votar, que vote. É o apelo que deixo aqui para o próximo domingo", apontou.

Apesar de começar por dizer que não iria comentar a campanha, Marcelo atirou: "Só posso dizer que achei muito esclarecedora. Não só o tempo dos debates, como o tempo anterior e posterior. Foi uma pré-campanha e campanha muito longas", afirmou. Marcelo foi ainda questionado sobre o número de indecisos, que , de acordo com as sondagens, tem vindo a aumentar. "Uma forma de demonstrar que é esclarecedora quer dizer que suscita questões e que as pessoas ponderam as questões", justificou.

Questionado ainda sobre um possível cenário de ingovernabilidade após as eleições, Marcelo considerou: "Portugueses vão votar e naturalmente ponderarão aquilo que é o significado do se voto. O povo português tem demonstrado desde o 25 de Abril maturidade e sabedoria antecipando em muitos casos aquilo que muitas vezes só se perceber no futuro. Não há razão para se deixar de acreditar nisso"

Marcelo pede aos portugueses que votem e evitem aumento da abstenção

O Presidente da República apelou hoje aos portugueses para que votem hoje e no dia 10, evitando a tendência de aumento de abstenção que se verifica noutros países, e pediu que se ponderasse sobre o voto eletrónico.

Lusa | 16:38 - 03/03/2024

 

MAI credita que PS vai ganhar eleições "de forma folgada"

Teresa Banha | há 1 mês

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, considerou, este domingo, o Partido Socialista vai ganhar as eleições de "forma folgada".

Enquanto esperava a chegada do líder socialista, Pedro Nuno Santos, a uma arruada em Guimarães, o ministro questionado sobre uma possível 'viragem' motivada pelo discurso de António Costa, que ontem entrou para a campanha eleitoral - e confrontando com uma sondagem do JN/TSF/DN divulgada hoje, e que dá o PS à frente da AD e o Chega, BE e CDU à frente da IL.

"Fiz uma campanha neste distrito há dois anos e fiz uma agora. Não houve uma única pessoa que tivesse uma únbica palavra de deselegância, falta de confiança em relação ao governo do PS", afirmou, sublinhando melhorias feitas na região. "Estão em crer que vamos ganhar estas eleições e de uma forma, do meu ponto de vista, folgada".

"Costa demonstrou que não há alternativa sólida e credível nas Direitas"

O responsável pela pasta da Administração Interna, José Luís Carneiro, comentou o discurso de António Costa, que no sábado se juntou à campanha eleitoral, no Porto. O ministro acredita ainda que o Partido Socialista vai ganhar as eleições "de forma folgada".

Notícias ao Minuto | 15:25 - 03/03/2024

 

"Historial de luta". Ventura leva tema da corrupção a Castelo Branco

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder do Chega, André Ventura, levou o tema da corrupção do distrito de Castelo Branco, onde realizou, este domingo, um almoço comício. Em causa esteve o facto de a capital de distrito ter tido um presidente de Câmara que foi condenado por "crimes relacionados com o exercício" do mandato.

"Neste distrito, o historial de luta contra a corrupção não tem sido bom", afirmou, frisando, no entanto que "há um distrito inteiro, dos que não vivem à conta dos tachos dos amigos, que estão profundamente contra a corrupção deste país".

"O próximo governo de Portugal terá como filosofia fazer mais"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder do PSD e da coligação Aliança Democrática, Luís Montenegro, afirmou, este domingo, que "o próximo governo de Portugal terá como filosofia fazer mais e ir mais além".

"Quero dizer-vos que o próximo governo de Portugal terá como filosofia fazer mais e ir mais além. Aproveitar o potencial da sociedade para criar mais riqueza, para criar mais instrumentos para termos mais Estado social efetivo", disse, durante um almoço/comício, em Coimbra. 

"Foi com um governo de Esquerda, aliás, três governos de Esquerda seguidos do Partido Socialista (PS) que o Estado social atingiu o seu pior momento desde o 25 de Abril. Foi exatamente agora que o Serviço Nacional de Saúde, que a escola pública, que as políticas públicas - da habitação, da cultura, do desporto - atingiram o seu pior momento. Porquê? Porque a concepção socialista é que o Estado consegue resolver tudo por si. O Partido Socialista confunde o partido com o Estado e o Estado com o partido. E isso não mobiliza as forças da sociedade", atirou.

"Estado social atingiu o seu pior momento desde o 25 de Abril"

O presidente do PSD, Luís Montenegro, considerou hoje que em resultado da governação do PS nos últimos oito anos "o Estado social atingiu o seu pior momento desde o 25 de Abril".

Lusa | 16:18 - 03/03/2024

AD assegura que tempo e mérito contarão para progressão dos professores

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD assegurou hoje a um professor e dirigente sindical que, com a Aliança Democrática (AD), tanto o tempo como o mérito contarão para a progressão na carreira, e garantiu que "isso é indiscutível".

Luís Montenegro foi hoje questionado sobre este assunto durante uma ação de campanha de AD na Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, depois de na sexta-feira ter defendido que os funcionários públicos "devem ter um sistema de progressão sempre e só influenciado pelo seu desempenho, pelo seu mérito".

AD assegura que tempo e mérito contarão para progressão dos professores

O presidente do PSD assegurou hoje a um professor e dirigente sindical que, com a Aliança Democrática (AD), tanto o tempo como o mérito contarão para a progressão na carreira, e garantiu que "isso é indiscutível".

Lusa | 14:47 - 03/03/2024

Eleitores votam hoje em Ponta Delgada para cumprir dever cívico

Lusa | há 1 mês

Muitos dos eleitores que estão hoje a votar nos Açores em mobilidade para as eleições legislativas fazem-no por razões pessoais e profissionais e para não deixarem de cumprir um dever cívico.

Em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, as três mesas de voto em mobilidade funcionam no edifício da Câmara Municipal, situado junto das Portas da Cidade, no centro histórico.

Aquele local tem hoje um movimento fora do comum, devido ao funcionamento das mesas de voto, em dois locais distintos, e pela presença de funcionários da autarquia que, à porta, informam os eleitores sobre os locais onde se devem dirigir.

Volt nota maior reconhecimento e acredita na eleição de um deputado

Lusa | há 1 mês

O Volt Portugal disse hoje notar um "maior reconhecimento" nas ruas, salientou que isso ajudará a eleger um deputado nas eleições legislativas e que insistirá no diálogo interpartidário para as "reformas estruturais" de que o país precisa.

O Parque das Nações, em Lisboa, foi o local escolhido, hoje de manhã, para uma ação de campanha, que era para ser uma gincana, mas, como esta foi antecipada para sábado, acabou por ser uma distribuição de panfletos com as propostas "equilibradas, bem pensadas, possíveis" do movimento político federalista e pró-europeu.

Posicionando-se "no centro moderado", entre PS e PSD, o Volt insiste no "diálogo entre os partidos moderados" que resulte num "acordo ambicioso para transformar Portugal" e num "compromisso a dez anos", para resolver problemas "que não se resolvem com pequenas medidas".

Rui Rocha descredibiliza sondagem que dá BE e CDU à frente da IL

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal descredibilizou hoje a sondagem que coloca aquele partido atrás do BE e CDU, e insistiu que o PS, que aparece à frente, tem de dizer se vai envolver o PCP numa solução governativa.

"Eu não atribuo credibilidade a essa sondagem [JN/TSF/DN], mas se lhe querem atribuir credibilidade então temos de olhar para aquele cenário que sai daquela sondagem e perguntar ao PS, que também aparece à frente, e repito que não acredito na sondagem, se numa futura solução que poderia resultar dessa sondagem, na qual eu não acredito, repito, se vai envolver nessa solução um partido como o PCP num momento em que se alastra a possibilidade de guerra na Europa", afirmou Rui Rocha, no final de um jogo de voleibol e futebol na praia de Matosinhos, no distrito do Porto.

A sondagem do JN/TSF/DN divulgada hoje dá o PS à frente da AD e o Chega, BE e CDU à frente da IL.

Perto de sete mil eleitores já votaram antecipadamente em Lisboa

Lusa | há 1 mês

A Cidade Universitária de Lisboa recebeu hoje de manhã perto de sete mil pessoas, que decidiram votar de forma antecipada e em mobilidade para as eleições legislativas de dia 10.

Até às 12h00, tinham exercido o direito de voto 25% dos 26.792 eleitores inscritos no voto antecipado em mobilidade (VAM), segundo um balanço feito aos jornalistas pelo vereador da Câmara da Lisboa responsável por este ato eleitoral, Diogo Moura.

Rui Rocha fala em "apelo razoável" de Marcelo ao pedir rapidez à justiça

Lusa | há 1 mês

O líder da IL considerou hoje que o apelo do Presidente da República para que o Ministério Público seja mais rápido e eficaz foi razoável, e disse entender que o debate sobre a justiça deve ser feito depois das eleições.

"Portanto, quanto ao apelo em si, parece um apelo razoável e é bom que a justiça funcione com esses critérios", disse Rui Rocha, depois de um jogo de voleibol e futebol na praia de Matosinhos, no distrito do Porto, local onde iniciou o último domingo de campanha para as eleições antecipadas de dia 10.

Rui Rocha fala em "apelo razoável" de Marcelo ao pedir rapidez à justiça

O líder da IL considerou hoje que o apelo do Presidente da República para que o Ministério Público seja mais rápido e eficaz foi razoável, e disse entender que o debate sobre a justiça deve ser feito depois das eleições.

Lusa | 13:41 - 03/03/2024

 

"Pedro Nuno Santos é claramente melhor do que Luís Montenegro"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PS, Carlos César, considerou hoje que Pedro Nuno Santos "é claramente melhor" do que o líder da Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, e que tem uma proximidade ao país que o principal adversário não tem.

Aquilo que me parece essencial de verificar nesta eleição é que Pedro Nuno Santos é claramente melhor do que Luís Montenegro. É alguém que cresceu num ambiente familiar que acompanhou o desenvolvimento das empresas, das pequenas e médias empresas. É um economista bem preparado, capaz de se confrontar com os desafios que a governação hoje exige num momento tão difícil como aquele em que vamos estar", disse Carlos César.

Para o presidente do PS, o candidato e líder do seu partido é, "muito mais do que Luís Montenegro, uma pessoa sensível e preocupada com aquilo que são os problemas das famílias, os problemas dos jovens, os problemas das empresas".

Líderes do PSD? "Nenhum se demitiu por peripécias no seu gabinete"

Lusa | há 1 mês

O antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes juntou-se hoje à campanha da AD e acusou António Costa de descaramento pelas críticas que fez a ex-líderes do PSD, referindo que "nenhum se demitiu por peripécias passadas no seu gabinete".

"Em matéria de descaramento ninguém ganha ao PS. É absolutamente impressionante, porque aparecer a dizer dos antecessores o que o doutor António Costa disse, sinceramente, acho que para além do mais é mesmo muito deselegante", considerou Pedro Santana Lopes, em declarações à comunicação social, na Figueira da Foz, onde é presidente da Câmara, tendo ao seu lado o líder do PSD, Luís Montenegro.

Em seguida, Pedro Santana Lopes referiu que "nenhum dos antigos líderes do PSD ou do CDS fugiu a dizer que vinha aí o pântano, nem nenhum pediu intervenção externa, nem nenhum se demitiu por peripécias passadas no seu gabinete", em alusão aos antigos líderes do PS António Guterres e José Sócrates e ao atual Governo chefiado por António Costa.

"Saímos, ganhando ou perdendo, com honra, e isso é o principal", defendeu.

IL classifica comício do PS com Costa como "reunião de demissionários"

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje que aquilo que aconteceu no sábado no comício do PS, no Porto, foi uma "reunião de demissionários", com António Costa e Pedro Nuno Santos a serem os rostos do passado.

No último domingo de campanha eleitoral para as eleições de dia 10, Rui Rocha começou a jogar voleibol e futebol na praia de Matosinhos, no distrito do Porto, para mostrar ao país que "é fundamental marcar um golo ao socialismo e à gestão socialista do país".

Apontando críticas ao PS, e instado a comentar a presença do primeiro-ministro, António Costa, no comício daquele partido que decorreu no sábado, no Porto, o dirigente liberal considerou que "de lá não saiu nada de novo", porque os principais intervenientes, referindo-se a Pedro Nuno Santos e António Costa, são "rostos do passado".

"Juntaram-se ali o demissionário ainda em funções [António Costa] com o demissionário do Governo [Pedro Nuno Santos] que pretende agora apresentar uma proposta para o país. Nada de novo que vem de ali", afirmou.

IL classifica comício do PS com Costa como "reunião de demissionários"

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje que aquilo que aconteceu no sábado no comício do PS, no Porto, foi uma "reunião de demissionários", com António Costa e Pedro Nuno Santos a serem os rostos do passado.

Lusa | 13:13 - 03/03/2024

Carlos César votou pelas 11h08. "Espero que haja uma boa votação"

Notícias ao Minuto com Lusa | há 1 mês

O presidente do PS, Carlos César, votou hoje antecipadamente nos Açores. Chegou pelas 11h00 locais (12h00 em Lisboa) ao edifício da Câmara Municipal de Ponta Delgada, em São Miguel, acompanhado pela esposa, e dirigiu-se para a secção de voto número n.º 1.

Esteve cerca de seis minutos na fila e, pelas 11h08 locais (12h08 em Lisboa) colocou o envelope com o boletim de voto na urna.

Com o seu voto antecipado, admitiu que também procurou dar o exemplo aos portugueses para votarem no ato eleitoral de dia 10.

"Espero que haja uma boa votação, porque se houver uma votação envolvendo muitas pessoas, de certeza que essa votação corresponderá mais ao sentimento real dos portugueses", concluiu.

Tavares diz que direita "traz más memórias" e insiste no combate ao voto

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre salientou hoje que as recentes governações à esquerda "deixaram satisfação", nomeadamente a 'geringonça', ao contrário da direita que "traz más memórias", e deixou também um apelo de combate ao voto útil.

Numa visita ao bairro do Armador, em Chelas, distrito de Lisboa, Rui Tavares foi questionado sobre a presença do primeiro-ministro, António Costa, na campanha socialista para as legislativas de dia 10.

Tavares diz que direita "traz más memórias" e insiste no combate ao voto útil

O porta-voz do Livre salientou hoje que as recentes governações à esquerda "deixaram satisfação", nomeadamente a 'geringonça', ao contrário da direita que "traz más memórias", e deixou também um apelo de combate ao voto útil.

Lusa | 12:55 - 03/03/2024

PS quer excedente orçamental para gastar com o povo e não com a banca

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS procurou fazer hoje um dualismo entre esquerda e direita e disse que o excedente orçamental é para gastar com o povo e não com a banca e com as grandes empresas.

Pedro Nuno Santos falava depois de uma ação de rua na zona piscatória das Caxinas, concelho de Vila do Conde, bastião eleitoral socialista, num breve discurso em que também acusou a Aliança Democrática (AD) de "arrogância" nesta campanha para as legislativas de dia 10.

PS quer excedente orçamental para gastar com o povo e não com a banca

O secretário-geral do PS procurou fazer hoje um dualismo entre esquerda e direita e disse que o excedente orçamental é para gastar com o povo e não com a banca e com as grandes empresas.

Lusa | 12:53 - 03/03/2024

CDU reúne com empresários para mostrar que não é contra as empresas

Lusa | há 1 mês

A CDU abriu hoje o oitavo dia de campanha eleitoral com uma sessão com micro, pequenos e médios empresários para desmistificar a ideia de ser contra as empresas e para exigir uma alteração da política económica do país.

Numa iniciativa diferente de todas aquelas que a Coligação Democrática Unitária (CDU, que junta PCP e PEV) já realizou neste período oficial de campanha, o secretário-geral do PCP ouviu os testemunhos de vários pequenos empresários - do vestuário à estética, passando pelos seguros ou ginásios -- e acentuou a necessidade de apoiar a atividade destas pessoas em detrimento dos grandes grupos económicos.

CDU reúne com empresários para desmistificar ideia de ser contra as empresas

A CDU abriu hoje o oitavo dia de campanha eleitoral com uma sessão com micro, pequenos e médios empresários para desmistificar a ideia de ser contra as empresas e para exigir uma alteração da política económica do país.

Lusa | 12:48 - 03/03/2024

Votação antecipada decorre com fluxo contínuo e organizado no Porto

Lusa | há 1 mês

A votação antecipada que hoje decorre no Palácio de Cristal, no Porto, decorreu durante a manhã com um fluxo contínuo e organizado, sem filas, nas 30 mesas dispersas pela Arena Superbock e no piso inferior do edifício.

Cerca das 10h00, tinham já exercido o seu direito de voto 650 eleitores, o que corresponde a cerca de 07% dos 9.200 inscritos, segundo disse à agência Lusa o diretor municipal da presidência, Adolfo Sousa.

Eleitores em Faro elogiam organização do voto antecipado em mobilidade

Lusa | há 1 mês

Os eleitores que se deslocaram hoje de manhã à Escola Secundária Pinheiro e Rosa no concelho de Faro elogiaram a boa organização com que decorreu a votação antecipada para as eleições legislativas de dia 10.

Todas as pessoas com quem a agência Lusa falou à porta deste estabelecimento de ensino sublinharam ainda que a possibilidade de votar antecipadamente facilita a vida pessoal ou profissional.

Inês Sousa Real afirma que PS e AD não são alternativa para o país

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN considerou hoje que PS e PSD não são uma alternativa para o país e afirmou que a maioria absoluta do Governo socialista foi uma oportunidade perdida e que a AD apresenta um revivalismo do passado.

"Não nos revemos naquilo que tem sido a agenda da Aliança Democrática, que tem sido uma agenda que, de alguma forma, vem trazer um revivalismo, quer do ponto de vista das opções públicas para o emprego, quer também das questões sociais tão relevantes como o subsídio de desemprego para as pessoas ou até mesmo em matéria de igualdade de género", afirmou Inês Sousa Real.

A dirigente assinalou ainda que a maioria absoluta de António Costa "foi uma oportunidade perdida para os avanços que o país poderia ter feito".

Santana Lopes aberto a voltar ao PSD e deixa largos elogios a Montenegro

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Pedro Santana Lopes, presidente da Câmara da Figueira da Foz pela candidatura independente 'Figueira a Primeira', confessou, este domingo, a vontade de regressar ao Partido Social Democrata (PSD) e deixou largos elogios ao atual líder, Luís Montenegro.

"Vamos ver. Se tudo correr bem, acho que sim. O mundo está tão estranho, mas o meu coração sabe bem onde é que está", disse, quando questionado pelos jornalistas sobre a vontade de regressar ao partido, ao qual se juntou este domingo para fazer campanha para as Eleições Legislativas. 

O ex-primeiro-ministro manifestou-se ainda "confiante" na vitória do PSD e defendeu que o líder dos sociais-democratas "tem-se afirmado".

"Não foi há muito tempo que a grande maioria das pessoas puseram em causa o seu carisma e a sua capacidade. É uma coisa que hoje em dia toda a gente reconhece, que ele lidera", acrescentou.

AD apela ao voto: "Não desperdices o teu direito a decidir o futuro"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A coligação Aliança Democrática (AD) apelou ao voto, neste dia em que mais de 208 mil eleitores podem votar antecipadamente em mobilidade.

"O teu voto pode decidir o futuro de muita gente — não o desperdices. Hoje, milhares de portugueses começam a mudança. Seja neste dia de voto antecipado ou no próximo dia 10 de março, não desperdices o teu direito a decidir o futuro do teu país", lê-se no X.

"Partido sozinho acaba por não conseguir implementar as próprias ideias"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O porta-voz do Livre, Rui Tavares, que se encontra em campanha em Lisboa, afirmou que "as últimas eleições deixaram-nos vacinado que uma maioria absoluta e um partido sozinho acaba por nem as suas próprias ideias conseguir implementar".

"As últimas eleições deixaram-nos vacinado - e eu tive diálogos com António Costa que foram bastante clarificadores com tudo o que aconteceu entretanto - que uma maioria absoluta e um partido sozinho acaba por nem as suas próprias ideias conseguir implementar", afirmou aos jornalistas, acrescentando que "é preciso haver uma diversidade de perspectivas dentro da Esquerda".

Portugueses na Alemanha optam por dupla nacionalidade para poderem votar

Lusa | há 1 mês

Muitos portugueses a viver na Alemanha optam por dupla nacionalidade para poderem votar nas eleições gerais e para evitarem "papelada" numa altura em que Berlim facilita o processo de obtenção da cidadania.

"Há mais de oito anos que vivo e trabalho na Alemanha e pago os meus impostos cá e incomoda-me não poder votar, não ter uma palavra a dizer no que diz respeito à política e ao Governo, sendo que com os meus impostos financio as políticas desse Governo", diz Maria Costa.

Também Diana Gonçalves Osterfeld, a viver em Berlim, admite que um dos motivos que a levou a pedir a dupla nacionalidade é o direito ao voto que pretende exercer "ainda mais tendo em conta o panorama político nacional".

Leia mais aqui.

CNE avisa que anúncios 'online' pagos são proibidos em campanha

Lusa | há 1 mês

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) alerta que a publicidade 'on-line', anónima e paga nas plataformas digitais, como o Facebook e X (ex-Twitter), é proibida durante a campanha eleitoral.

Em declarações à Lusa, o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Fernando Anastácio, afirmou que esta proibição resulta da lei 72/2015, que regula a propaganda eleitoral através de meios de publicidade comercial.

"Não pode ser anónimo" e "publicidade patrocinada, neste momento, é proibida", precisou Fernando Anastácio.

Publicidade 'online' proibida contra PSD atinge mais de dois milhões

Lusa | há 1 mês

Investigadores do MediaLab do ISCTE identificaram publicidade anónima e paga no Facebook, que liga o líder do PSD aos cortes durante a 'troika' e que já alcançou mais de dois milhões de pessoas.

Esta publicidade, proibida em campanha eleitoral, "está escondida atrás de uma página de Facebook não identificada". Desde que foram criados, em 26 de fevereiro, quatro 'posts' publicitários "atingiram entre 11 mil e 500 mil destinatários cada", sendo que um deles foi "visto por um milhão e 185 mil portugueses entre os 25 e os 65 anos", segundo informações recolhidas pelo MediaLab do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e a Empresa (ISCTE-IUL).

No total, os "'posts' patrocinados podem ter chegado a mais de dois milhões de portugueses, cerca de 22% da população com capacidade eleitoral", diz o relatório do MediaLab, que resulta de um projeto, em parceria com a agência Lusa, sobre as eleições nas redes sociais e os processos de desinformação na fase pré-eleitoral para as legislativas de 10 de março.

Publicidade 'on-line' proibida contra PSD atinge mais de dois milhões

Investigadores do MediaLab do ISCTE identificaram publicidade anónima e paga no Facebook, que liga o líder do PSD aos cortes durante a 'troika' e que já alcançou mais de dois milhões de pessoas.

Lusa | 07:19 - 03/03/2024

Vai votar em mobilidade em Lisboa? Saiba para onde se dirigir

Notícias ao Minuto | há 1 mês

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) elaborou um guia para os eleitores que vão votar em mobilidade. A autarquia relembra no seu site que as votações vão acontecer desde as 8 horas até às 19 horas em vários locais, que pode consultar abaixo:

  • Alameda da Universidade: Faculdade de Psicologia - Secções de voto números 1 a 9;
  • Faculdade de Direito - Secções de voto números 10 a 44;
  • Cantina Velha da Universidade de Lisboa - Secções de voto números 45 a 52;
  • Aula Magna da Universidade de Lisboa - Secções de voto números 57 a 69;
  • Faculdade de Letras - Secções de voto números 74 a 95;
  • Faculdade de Ciências Pavilhão C6 (Rua Professor Oliveira Marques) - Secções de voto números 96 a 107

Paulo Raimundo alerta para situação dos trabalhadores por turnos

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP alertou hoje, no Carregado, para a situação dos trabalhadores por turnos e em laboração contínua, exigindo a valorização dos seus salários e do tempo de trabalho para a reforma.

"Isto dá cabo da vida das pessoas. Da vida mental, da vida física e é um problema, porque as pessoas não têm tempo, porque a laboração contínua altera-lhes o tempo todo. Não têm tempo para eles, não têm tempo para a família, não podem acompanhar às vezes o crescimento dos filhos", salientou Paulo Raimundo aos jornalistas, perante alguns apoiantes.

A aparição de Costa, as farpas à AD e o apelo aos indecisos

Notícias ao Minuto com Lusa | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, entrou na campanha eleitoral do Partido Socialista (PS), no sábado, discursando num comício do partido no Porto, uma intervenção em que procurou sobretudo dirigir-se aos eleitores indecisos em relação ao sentido de voto nas legislativas do próximo dia 10.

"Em 2019, fomos avaliados pela forma como virámos a página da austeridade e tivemos bom mais; fomos avaliados em 2022 pela forma como enfrentámos a pandemia da Covid-19 e tivemos excelente" disse, numa alusão à maioria absoluta do PS. "Estamos na situação um pouco estranha do aluno que é sujeito a exame ainda quando nem sequer acabou o segundo período".

E. dirigindo-se aos indecisos, questionou: "Será que agora que as coisas se começam a endireitar, vale a pena fazer uma mudança sem segurança, em vez de dar oportunidade ao Pedro Nuno Santos para continuar o trabalho que temos vindo a desenvolver?"

"Interromperam o jogo, mas vamos ganhar as eleições", assegura Costa

O primeiro-ministro lamentou hoje que a ação do Governo tenha sido interrompida a meio do mandato, como um aluno sujeito a exame antes de terminar o segundo período, mas afirmou acreditar que o PS vai ganhar as eleições.

Lusa | 20:57 - 02/03/2024

Também o secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, se dirigiu diretamente aos indecisos para lhes pedir um voto de confiança, comprometendo-se a não desiludi-los.

"Eu quero pedir aos indecisos, a quem ainda não decidiu o seu voto, para que confiem em nós, em mim, para que confiem em quem sempre se bateu por um país para todos, por um país inclusivo, por um país que não deixa ninguém para trás, que não desiste de ninguém, para quem ninguém é invisível", declarou.

Início de cobertura

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Bom dia! Siga aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral neste domingo, de Norte a Sul do país, e da realização do voto em mobilidade.  

Recomendados para si

;
Campo obrigatório