Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 21º

PS coloca Carlos César a discursar no comício de Coimbra na segunda-feira

O presidente do PS, Carlos César, será um dos principais oradores do comício socialista de Coimbra, na próxima segunda-feira, disse hoje à agência Lusa um membro da direção da campanha do secretário-geral, Pedro Nuno Santos.

PS coloca Carlos César a discursar no comício de Coimbra na segunda-feira
Notícias ao Minuto

18:10 - 28/02/24 por Lusa

Política PS

Pedro Nuno Santos esteve no início desta semana nos Açores, mas no comício de Ponta Delgada os principais oradores foram o ex-presidente do Governo Regional e atual líder dos socialistas açorianos, Vasco Cordeiro, e o cabeça de lista pelo círculo eleitoral dos Açores, Francisco César.

Sobretudo na última semana de campanha, nos comícios da noite, além das intervenções de Pedro Nuno Santos e do cabeça de lista do círculo eleitoral onde esse comício se realizar, o PS colocará também a discursar destacadas figuras do partido e ex-líderes, caso de António Costa.

Em Viseu, na semana passada, discursou o fundador do CDS, antigo ministro e atual presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta. De acordo com fonte da direção do PS, a participação de individualidades "vai intensificar-se à medida que a campanha eleitoral se aproximar do fim".

Hoje, a meio da tarde, em Peniche, no âmbito das suas ações de campanha neste distrito, o secretário-geral do PS tinha prevista uma visita a um centro paroquial, onde deveria contactar com idosos, mas a iniciativa foi cancelada.

Proveniente da Marinha Grande, a caravana socialista chegou com mais de meia hora de atraso a esta cidade, já depois das 17:00, hora em que muitos dos idosos regressam do Centro Paroquial Padre Bastos para suas casas. Sem possibilidade de contactar com os utentes, a opção foi cancelar o programa e seguir para Santarém, onde se realizará o comício da noite.

Após o almoço comício de Leiria, durante a tarde, o secretário-geral do PS visitou a empresa PLIMAT, na Marinha Grande, que fabrica acessórios de canalização e exporta para 50 países, com a maior parte das exportações destinada à Europa.

Recebido à porta pelo fundador da empresa, Joaquim Domingues Matos, Pedro Nuno Santos visitou depois os quase 18 mil metros quadrados que compõem a empresa, tendo observado vários moldes e máquinas de fabrico, uma visita que fez com que o secretário-geral do PS se recordasse do seu passado.

"Eu cresci no meio de máquinas", disse Pedro Nuno Santos, filho do fundador da empresa de calçado Tecmacal, que confessou ainda que, quando era criança, brincava com porta-paletes.

Acompanhado pelo cabeça de lista do PS por Leiria, Eurico Brilhante Dias, que é também líder parlamentar socialista, Pedro Nuno Santos leu, à entrada da PLIMAT, uma declaração de voto do fundador da empresa, que afirmava votar no PS.

"Tive momentos muito duros, especialmente quando a inflação e os juros eram demasiado altos, impostos pelos governos de direita que só favoreceram as grandes empresas. (...) Apoio o PS", lia-se na declaração de Joaquim Matos que, durante a visita, lamentou a perda de volume de negócios decorrente das sanções da União Europeia à Rússia.

Leia Também: Carlos César diz que Açores precisam de governação com qualidade

Recomendados para si

;
Campo obrigatório