Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
29º
MIN 15º MÁX 29º

PAN quer mais respostas para saúde mental e passes gratuitos para jovens

O PAN quer que os estudantes do ensino superior tenham mais respostas para melhorar a saúde mental e alargar a gratuitidade dos passes dos transportes públicos para todos os jovens até aos 25 anos, independentemente de estudarem ou não.

PAN quer mais respostas para saúde mental e passes gratuitos para jovens
Notícias ao Minuto

16:00 - 19/02/24 por Lusa

Política Eleições Legislativas

"Queremos alargar os passes a todos os jovens independentemente de estudarem ou não, até aos 25 anos, queremos que sejam gratuitos até 2026", afirmou a porta-voz do PAN.

Inês de Sousa Real esteve hoje, juntamente com alguns dirigentes do Pessoas-Animais-Natureza, numa ação de contacto com jovens na zona da Cidade Universitária, em Lisboa, no âmbito da pré-campanha para as eleições legislativas de 10 de março.

Desde 01 de janeiro estão disponíveis passes gratuitos para jovens estudantes até aos 23 anos, uma medida inscrita no Orçamento do Estado.

No programa eleitoral, apresentado publicamente no sábado, o PAN propõe também assegurar a gratuitidade dos passes até 2028.

Falando aos jornalistas durante a iniciativa, a deputada única do PAN defendeu também mais respostas ao nível da saúde mental, sustentando que "Portugal é dos países da União Europeia que mais jovens tem que dependem de antidepressivos e que têm problemas do ponto de vista da estabilidade emocional".

O PAN propõe também congelar o valor da refeição social no ensino superior no próximo ano, estágios remunerados, a revisão das taxas e emolumentos para as bolsas dos mestrados e doutoramentos e aumentar a oferta de alojamento estudantil, colocando "a oferta pública da habitação ao serviço das populações e, em particular, dos mais jovens", indicou a líder do PAN.

Questionada também sobre o debate entre os líderes do PS e PSD, que vai decorrer hoje à noite, Inês de Sousa Real antecipou que "vai ficar marcado por muitos lugares comuns" e considerou que "as pessoas lá em casa já estão fartas dessas promessas eleitorais".

"Em tempos de campanha eleitoral, todos agitam a bandeira quer do ambiente, quer os animais, ou das questões sociais que nos preocupam no nosso quotidiano, mas durante o ano todo são forças políticas, como o PAN, que foi o partido da oposição que mais medidas fez aprovar na Assembleia da República que têm feito a diferença e cuidado das pessoas, protegido os animais e defendido a natureza", salientou.

Sustentando que para PS e PSD "um deputado a mais ou a menos nestas forças políticas não vai fazer a diferença", a porta-voz do PAN disse esperar que "no próximo dia 10 de março haja um voto na alternativa com futuro verde e construtivo para as pessoas".

Sobre possíveis entendimentos após as eleições, Inês de Sousa Real reiterou que o compromisso do PAN é com as causas que defende, e que é a elas que dará "sempre a mão".

Na iniciativa de hoje, a porta-voz do PAN distribuiu sacos de pano onde se lia "o meu cão/gato vota PAN" ou "PAN, PAN, PAN, com manteiga vegetal é tão bom", e objetos para usar com os animais de estimação, como discos 'frisbee' ou porta-sacos em forma de osso.

A deputada única ouviu sobretudo desejos de "boa sorte" para as eleições legislativas, tanto de pessoas que assumiram que iriam votar PAN, como de outras que indicaram que o seu sentido de voto seria noutro partido.

Inês de Sousa Real foi também abordada por um jovem que se identificou como "aficionado" e que criticou a proposta do PAN de abolir a tourada e os espetáculos tauromáquicos, considerando ser antidemocrática. A deputada sustentou a proposta perante o jovem com a violência destas iniciativas e o sofrimento dos animais envolvidos e, aos jornalistas, considerou que "em democracia, é sempre importante ouvir os dois lados".

Leia Também: "Repugnante". PAN condena palavras de liberal sobre Inês Sousa Real

Recomendados para si

;
Campo obrigatório