Meteorologia

  • 16 JULHO 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 26º

"Ficou claro que vamos ter mais cortes nos salários e pensões"

O deputado Pedro Marques afirmou aos jornalistas no Parlamento, no final do encontro com a troika sobre a última avaliação, que “ficou claro que vamos ter mais cortes”, ou seja, uma “duplicação da austeridade”. Neste sentido, “o que se perspetiva é a estagnação económica”, referindo que tal já ficou provado com os cortes aplicados desde a chegada da troika a Portugal.

"Ficou claro que vamos ter mais cortes nos salários e pensões"
Notícias ao Minuto

17:34 - 22/04/14 por Ana Lemos

Política Pedro Marques

No final da reunião com os elementos da troika e a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, sobre a última avaliação ao programa de ajustamento, o deputado do PS, Pedro Marques, revelou que abordaram “o tema dos salários e pensões”, tendo “ficado claro que vamos ter mais cortes, pelo menos aqueles que transformam aquilo que [hoje] é extraordinário em permanente”.

“Os elementos da troika não quiseram responder diretamente à questão das medidas para o próximo ano”, salientou o socialista, acrescentando porém que ficou claro que “cortes permanentes vão acontecer”.

Sustentando que a política de austeridade seguida até agora “não levou ao crescimento”, Pedro Marques demarcou-se da “avaliação feita pela troika” que defende que “a única solução é continuar com esta lógica de austeridade, de duplicação da austeridade”.

Além disso, esclareceu, “procurar consensos com base em políticas, (…) de continuar com mais doses de austeridade (…), que não resolveram os problemas, do ponto de vista do crescimento económico e da dívida, não vale a pena”.

“O que se perspetiva é [por isso] a estagnação económica”, concluiu Pedro Marques.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório