Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 30º

PAN critica Costa por causa de incêndio e pede "outra postura" ao Governo

A porta-voz do partido ecologista considerou como um "desastre ecológico" o incêndio na Serra da Estrela.

PAN critica Costa por causa de incêndio e pede "outra postura" ao Governo

A porta-voz do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Inês de Sousa Real, voltou a criticar esta segunda-feira o Governo relativamente à prevenção dos fogos florestais, apontando o dedo especificamente ao incêndio que continua a deflagrar na Serra da Estrela.

Através do Twitter, Sousa Real considerou o fogo - que viu na noite de segunda-feira um reacendimento e obrigou a uma nova mobilização de meios e operacionais - é "um desastre ecológico", e pediu uma maior intervenção ao primeiro-ministro.

"A Serra da Estrela arde há 10 dias. E António Costa limita-se a fazer meros comentários à margem de eventos de verão ou a esperar para 'estudar'". Para além da segurança das pessoas, estamos perante um desastre ecológico, que exige outra postura e ação por parte do Governo", defendeu a deputada única do partido.

Sobre o fogo na Serra da Estrela, António Costa afirmou na passada sexta-feira que "1uando [o incêndio] terminar, poderemos estudar - e merece ser estudado em pormenor - o que foi acontecendo ao longo da fita do tempo e que podia ter acontecido de forma diferente, ou não, para evitar que o incêndio ganhasse esta escala".

O incêndio, que começou a deflagrar no dia 6 de agosto, na Covilhã, é um dos maiores do ano, estendendo-se por uma vasta área, queimando mais de 14 mil hectares de floresta e obrigando à evacuação de algumas aldeias na linha do fogo. Esta manhã, mais de 1.000 operacionais e mais de 300 veículos combatiam as chamas que se espalham pelos concelhos de Manteigas, Covilhã e Guarda, e as autoridades apontam para a possibilidade do reacendimento ter tido mão criminosa.

Mas Inês de Sousa Real vinca que é necessário investir mais na prevenção, questionando "o que mais terá de arder, ano após ano, para que se aprenda que os incêndios combatem-se com a prevenção?".

"Que mais teremos de perder em termos de património natural para percebemos que não há Portugal B? Nem tão pouco temos outro planeta para viver?, afirmou a deputada do PAN.

Na sexta-feira, o PAN apresentou, num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso, um Projeto de Resolução na Assembleia da República "como forma de contribuir para que seja dada uma resposta eficaz" ao incêndio. No comunicado, o partido acrescentou que "exige que o Governo avance com um projeto urgente para proceder à contenção dos solos nas zonas ardidas, além de desenvolver um projeto para a renaturalização da flora em toda a zona ardida e a interdição imediata da caça no Parque Natural, para permitir a recuperação das espécies de fauna em toda a área que constitui um refúgio de vida selvagem e habitat de formações vegetais endémicas".

Leia Também: Serra da Estrela. Reacendimento do fogo "teve 3 emissões em simultâneo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório