Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Costa "não gosta de partilhar poder" nem "com o Presidente da República"

Deputado socialista entende que António Costa tem sido "hábil" a gerir a relação com o Presidente da República e considera que Marcelo não tem conseguido "desenlear-se" do Governo, o que atribui ao "talento" do primeiro-ministro.

Costa "não gosta de partilhar poder" nem "com o Presidente da República"

O socialista Sérgio Sousa Pinto considerou que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, “são duas personalidades muito diferentes” e destacou que o chefe do Governo “não gosta de partilhar poder”, nem com o chefe de Estado. Para o deputado, Costa tem revelado “talento” na forma como se relaciona com Marcelo.

Em declarações à CNN Portugal, o deputado acabou por analisar a relação entre Marcelo e Costa, numa altura em que se discutiam as mais recentes controvérsias do Governo socialista, nomeadamente o  despacho do primeiro-ministro sobre a Endesa, e o facto de Marcelo ter defendido o Executivo neste caso. Após a comentadora Helena Matos considerar que Marcelo “absolve” e “normaliza tudo”, Sérgio Sousa Pinto fez a sua análise.

São duas personalidades muito diferentes”, começou por dizer o socialista.

“Eu conheço ambos, naturalmente, mas António Costa conheço muitíssimo bem. Foi durante muitos anos meu amigo muito próximo e companheiro político. É uma pessoa que eu conheço bem, aliás, ele próprio também é das pessoas que me conhecerá melhor”, notou.

“E o professor Marcelo Rebelo de Sousa foi meu professor há 20 anos na Faculdade de Direito de Lisboa, mas eu não conheço bem porque naquela época, não sei se as coisas mudaram, mas na Faculdade de Direito de Lisboa não era normal os estudantes privarem com os professores (…), portanto, conheço Marcelo Rebelo de Sousa muito mais superficialmente do que conheço António Costa”, acrescentou.

O socialista explicou depois as “características” que considera diferentes em ambos os líderes e defendeu que Costa se tem revelado  “muito hábil” na gestão da sua relação com Marcelo.

“São duas personagens superiores, muito diferentes uma da outra, mas com características muito diferentes. António Costa é alguém que tem um forte sentido de poder. Não gosta de partilhar poder. Não gosta de partilhar poder nem no partido, nem no Governo, e também não gosta de partilhar poder com o Presidente da República”, considerou.

“E o Presidente da República tem lidado com esta realidade, melhor ou pior, mas António Costa tem-se revelado muito hábil na sua gestão da relação com o Presidente”, entendeu.

Sérgio Sousa Pinto afirmou depois que o chefe de Estado não tem conseguido "desenlear-se do Governo" e voltou, novamente, os elogios para o primeiro-ministro.

O Presidente às vezes tenta, enfim, tem assim um arrufo com o Governo e com o primeiro-ministro e é imediatamente desvalorizado por António Costa, que mantém uma relação cordial, apoia sempre o Presidente, sustenta o Presidente. (...) O Presidente não consegue desenlear-se do Governo. Não consegue. Isso também também tem que ser creditado a António Costa que tem esse talento e tem esse jeito", sublinhou.

Mas para o deputado, outra "grande diferença" entre Marcelo e Costa tem que ver com o “projeto político".

“António Costa tem um projeto político e tem um projeto de poder. O Presidente da República não se percebe se tem um projeto politico. Com toda a franqueza, não é claro que tenha um projeto politico", evidenciou.

Apesar de considerar que o chefe de Estado é um “homem de bem" a cumprir a sua função, o socialista nota que é também “menos forte".

“Uma pessoa percebe que é um homem de bem, é um homem a tentar cumprir a função presidencial num estilo, que há alguns dias alguém dizia, próximo do modelo rainha-mãe em Inglaterra, mas foi o modelo que escolheu. Menos interventivo, menos forte e perentório, menos determinante", afirmou.

"Portanto, a relação tem sido uma relação desigual, de pessoas com características muito diferentes", rematou.

Leia Também: Comité das Regiões é "essencial para o sucesso do projeto europeu"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório