Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Proposta do OE2022 "não responde às questões centrais do nosso país"

Líder parlamentar do PCP defende que as medidas apresentadas em outubro são ainda mais urgentes agora e que travar o aumento do custo de vida, aumentar salários e pensões e fixar profissionais de saúde são necessidades fundamentais.

Proposta do OE2022 "não responde às questões centrais do nosso país"

A líder  parlamentar do PCP defende que a proposta do Orçamento do Estado 2022, cujas linhas gerais foram hoje apresentadas pelo Governo aos grupos parlamentares, "não responde às questões centrais do nosso país". 

Para Paula Santos, é essencial travar o aumento do custo de vida, que afeta trabalhadores, e que isso passa por "controlar e fixar preços máximos". 

"Ao que tudo indica a proposta que o Governo está a preparar de Orçamento do Estado não responde às questões centrais do nosso país, aos problemas que afetam os trabalhadores. Estamos a falar da necessidade urgente de aumentar os salários e as pensões para melhorar as condições de vida mas também travar o aumento dos custos de vida", começou por apontar aquela que é a primeira mulher líder de bancada na história do partido.

A deputada sublinha que é preciso "o controlo e fixação de preços máximos de forma a combater os preços especulativos, mas também a impedir que a guerra e as sanções, tal como a epidemia, estejam a ser o pretexto para os grupos económicos continuarem a aumentar lucros à custa do empobrecimento dos trabalhadores e do povo". 

A necessidade de fixar profissionais de saúde, o reforço do conjunto de medidas no que diz respeito à habitação, bem como travar o aumento do custo de vida são os principais pilares a que o OE2022 deve dar resposta. 

"O Governo mantém a centralidade na obsessão da redução do défice e na transferência dos custos do agravamento do custo de vida para os trabalhadores", aponta Paula Santos manifestando que o Governo mantém a recusa em resolver os problemas que afetam o povo.

Refira-se que a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) vai ser apresentada pelo Governo na quarta-feira, conforme já confirmaram as Finanças, sendo que o documento do Governo deverá rever em baixa o cenário macroeconómico em relação ao Orçamento 'chumbado' em novembro, que levou à queda do Governo e eleições antecipadas. O objetivo para o défice mantém-se inalterado. 

Leia Também: Medidas concretas só 4ª feira. "Não sei se não sabem ou não querem dizer"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório