Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Vereador a quem o Chega retirou confiança continua como independente

O vereador da Câmara do Seixal, no distrito de Setúbal, a quem o Chega retirou a confiança política, Henrique Freire, anunciou hoje que vai continuar o seu mandato na autarquia como independente.

Vereador a quem o Chega retirou confiança continua como independente
Notícias ao Minuto

20:26 - 02/03/22 por Lusa

Política Seixal

"Não represento o partido Chega, serei vereador independente e manter-me-ei aqui os quatro anos", disse durante a reunião de câmara.

Em 21 de fevereiro, o líder do Chega anunciou a retirada de confiança política aos vereadores do Seixal e de Sesimbra, acusando-os de "complacência pessoal" por terem viabilizado orçamentos municipais da CDU.

Em conferência de imprensa André Ventura anunciou na altura que a Direção Nacional do partido decidiu retirar a confiança política ao vereador Márcio Souza, da Câmara Municipal de Sesimbra - que já tinha anunciado, em dezembro de 2021, a desvinculação do partido - e ao vereador Henrique Freire, do Seixal.

Segundo Ventura, nos dois casos "houve uma violação direta das regras do partido de não pactuar com partidos que têm destruído Portugal", acusando-os de terem viabilizado orçamentos da CDU e de, no que se refere ao vereador de Sesimbra, ter aceitado o pelouro da proteção civil.

André Ventura considerou que os dois vereadores não apresentaram "nenhuma explicação satisfatória" para a viabilização dos orçamentos da CDU - que disserem serem "estruturalmente contra o espírito do partido a nível nacional" - acusando-os de "complacência pessoal" e de terem cedido a "interesses obscuros".

Com esta retirada de confiança política, o Chega, que tinha elegido 19 vereadores nas autárquicas, passa agora a ter 16.

Nas últimas eleições autárquicas, em setembro de 2021, o Chega obteve 4,16%, elegendo 19 vereadores, 173 deputados municipais e 205 representantes nas assembleias de freguesia.

Em novembro, o Chega perdeu a vereação na Câmara Municipal de Moura, no distrito de Beja, após a representante eleita pelo partido, Cidália Figueira, ter passado a independente invocando "divergências políticas".

O partido voltou a perder vereação em dezembro, desta feita na Câmara Municipal de Sesimbra, no distrito de Setúbal, depois de o representante em questão, Márcio de Souza, ter manifestado "desacordo total com a forma de atuação do partido", passando também a independente.

Leia Também: André Ventura na Suíça, França e Reino Unido para repetição de eleições

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório