Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Edição

OE? "Continuo a funcionar com o mesmo cenário. Não vou especular"

Marcelo Rebelo de Sousa declarou que não tem mantido qualquer contacto com os partidos: "Deixei, depois de ter falado com eles, toda a liberdade e todo o à vontade para os diálogos, que são, por um lado, parlamentares e, pelo outro, partidários". 

OE? "Continuo a funcionar com o mesmo cenário. Não vou especular"

Marcelo Rebelo de Sousa continua "a esperar" aquilo que aconteça no diálogo entre o Governo e os partidos, com a "consciência" de que "estes dias até ao fim da semana são muito importantes", uma vez que a votação para o Orçamento do Estado está a aproximar-se. O Presidente da República disse ainda continuar "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar. Vamos ver". 

À margem do encontro com as Startups Portuguesas participantes no programa 'Road to Web Summit', no antigo Picadeiro Real, Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, o chefe de Estado declarou ainda que não tem mantido qualquer contacto com os partidos: "Não tenho tido contactos com nenhum partido neste momento. Deixei, depois de ter falado com eles, toda a liberdade e todo o à vontade para os diálogos, que são, por um lado, parlamentares e, pelo outro, partidários". 

Questionado sobre um eventual Plano B, no caso de o documento não ser aprovado, Marcelo Rebelo de Sousa foi taxativo ao assinalar que mantém "o mesmo desejo e a mesma expectativa e vou mantê-los até ver os dados deste diálogo em curso". 

E mais. "Continuo a funcionar com o mesmo cenário [a aprovação do Orçamento]. Portanto, não vou especular sobre outros cenários", vincou, acrescentando: "Tenho só um cenário na cabeça". 

Recorde-se que o primeiro-ministro António Costa revelou, esta quarta-feira, à saída da Assembleia da República, onde decorreu o debate para a preparação do Conselho Europeu, que o Governo e os partidos estão "mais próximos" de conseguir chegar a um acordo sobre o Orçamento. 

"As negociações, da análise que fazemos, têm permitido, quer ao Governo, quer aos diferentes partidos, apresentar propostas, apresentar soluções. Todos têm refletido sobre umas e outras e estamos obviamente hoje mais próximos do que estivemos no passado, mas, como todos têm dito, não há ainda um acordo final", salientou, garantindo que "estão todos a trabalhar para que o país tenha um bom Orçamento para o próximo ano".

Leia Também: Marcelo promulga (com três alertas) diploma sobre preço dos combustíveis

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório