Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

"Parece que, embrulhado na sua tática, o BE esqueceu os portugueses"

Governo quer reunir com partidos e pediu aos bloquistas que enviem o conteúdo e os termos de um acordo escrito reivindicado para a viabilização do Orçamento.

"Parece que, embrulhado na sua tática, o BE esqueceu os portugueses"

Porfírio Silva, deputado pelo Partido Socialista (PS) na Assembleia da República, recorreu, este domingo, ao Facebook, para fazer o seu comentário à atual 'crise' entre o Executivo e o Bloco de Esquerda (BE). 

"O BE exige um acordo escrito para o OE. Quando o Governo pede 'então mandem lá o que querem pôr por escrito', o BE responde que o Governo já sabe. Na prática, exige um acordo escrito e recusa-se a pôr por escrito o que exige. (Provavelmente, porque o BE está sempre a inventar exigências novas, para nunca se dar por satisfeito com aquilo que o PS e o Governo concordam), vincou o parlamentar. 

Para o socialista, "apoiante de sempre (muito antes da Geringonça) da cooperação à esquerda", o "sentimento" é de que "há algum tempo que o BE faz tudo para ridicularizar todos aqueles socialistas (e são muitos) que querem o BE a bordo da governação à Esquerda".

E acusou: "Parece que, embrulhado na sua tática, o BE esqueceu os portugueses".

De recordar que, depois de fonte do Governo ter dito hoje à agência Lusa que o executivo solicitou ao BE que envie o conteúdo e os termos de um acordo escrito reivindicado para a viabilização do Orçamento, os bloquistas contrapuseram que nos últimos dias não houve evolução nas negociações.

"O único dado novo dos últimos dois dias é que passaram mais dois dias sem que o Governo desse resposta relevante aos nove pontos negociais propostos pelo BE no início de setembro", lê-se na nota hoje divulgada.

O BE referiu que "já indicou, publicamente e em reuniões com o Governo, o âmbito e alcance desses pontos negociais", e que "é também público que o Governo não considerou estas questões na proposta de Orçamento do Estado para 2022 nem deu depois disso qualquer indicação de aproximação negocial relevante".

"O Governo conhece bem os nove pontos negociais apresentados pelo BE, que aliás decorrem de iniciativas legislativas anteriores que o PS rejeitou. Contudo, face à ausência de novas redações legislativas, do Governo, para a inclusão destes pontos na lei do Orçamento, o BE tomará a iniciativa de enviar ao Governo propostas de articulado destes pontos", acrescentou esta força política.

O BE manifestou-se empenhado na "procura da convergência para a viabilização do Orçamento do Estado e de medidas legislativas a tomar em 2022 que promovam a recuperação económica e social".

Fonte do Governo disse hoje à Lusa que o Executivo vai ter reuniões durante esta semana, e quer incluir nestas conversações todos os partidos com quem tem negociado a viabilização do Orçamento do Estado: PCP, BE, PAN, PEV e deputadas não inscritas.

Leia Também: BE vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório