Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

PSD/CDS tem 6 propostas para resolver "marasmo" da mobilidade no Funchal

O candidato à Câmara do Funchal da coligação PSD/CDS-PP criticou hoje o que considerou ser o "marasmo" na política de mobilidade da atual vereação municipal, apresentando seis propostas para resolver os problemas de entrada e saída da cidade.

PSD/CDS tem 6 propostas para resolver "marasmo" da mobilidade no Funchal
Notícias ao Minuto

12:06 - 18/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

"É preciso apresentar soluções porque aquilo que estamos a assistir. Infelizmente, foram oito anos de marasmo em que não se apresentaram soluções", declarou Pedro Calado, numa conferência de imprensa integrada na campanha eleitoral para as eleições autárquicas que se realizam a 26 de setembro.

A Câmara do Funchal é governada pela coligação Confiança (PS, BE, MPT, PDR e Nós, Cidadãos!), presidida por Miguel Silva Gouveia.

O cabeça de lista da coligação, que tem como lema "Funchal Sempre à Frente", disse que "o trânsito, sobretudo as entradas e saídas do concelho do Funchal, estão cada vez mais problemáticas" e que se verifica "um grande problema de mobilidade no centro da cidade".

O candidato considerou que devido ao "encerramento de algumas vias, e o facto de estarem a serem realizadas obras ao mesmo tempo, o trânsito está cada vez mais difícil" no Funchal.

"Apresentamos seis propostas de mobilidade para serem concretizadas nos próximos dois anos", realçou, explicando ser possível "realizar seis intervenções para resolver as entradas e saída de trânsito, quer no início e final do dia onde se deslocam milhares de madeirenses que visitam e trabalham no centro do Funchal, quer na zona este, quer na zona oeste".

As propostas são seis nós, nas zonas da Boa Nova, da Pestana Júnior, Santa Luzia, Santo António, Pilar e do Esmeraldo, enunciou.

Pedro Calado realçou que estas "são seis intervenções na via rápida que vão permitir ter uma melhor acessibilidade ao centro do Funchal".

O candidato apontou que "este investimento tem um projeto previsto para todas estas seis intervenções que rondam os sete ou oito milhões de euros".

Ainda assegurou que os projetos "já estão estudados, inventariados", numa fase "muito adiantada", aguardando a candidatura o dia "27 de setembro para dar início aquilo que é concretizável".

Pedro Calado salientou que o Funchal tem uma população de 106 mil habitantes, mas "são mais de 150 mil pessoas que diariamente vêm trabalhar e fazer a sua vida no concelho".

"Hoje, para termos uma cidade em crescimento, atrativa de investimento, termos promotores a investirem no centro do Funchal, é preciso resolver este problema da mobilidade, ter acessibilidade rodoviária, ter uma boa rede de transportes públicos, fazer com que haja estacionamento automóvel no centro do Funchal, fazer com que as pessoas tenham uma boa acessibilidade", argumentou.

Nas eleições autárquicas de 26 de setembro apresentam-se ao eleitorado no Funchal, o principal e mais populoso concelho da Madeira, nove candidaturas - três de coligações e seis de partidos.

Nesta corrida eleitoral estão a coligação Confiança (PS, BE, PAN, MPT e PDR), a constituída por PSD/CDS, a CDU (PCP/PEV) e os partidos Chega, PTP, PPM, IL e JPP.

O atual executivo camarário é composto por seis elementos da coligação Confiança (PS, BE, MPT, PDR e Nós, Cidadãos!), quatro do PSD e um do CDS-PP.

Leia Também: CNE exigiu que Governo da Madeira retire cartazes no Funchal em 48 horas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório