Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

"SEF deve ser extinto assim como está, pondo fim a décadas de abusos"

Joacine Katar Moreira salientou que a reestruturação do SEF "melhora a nossa democracia" e considerou que o ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita avançou com "uma medida corajosa no contexto atual".

"SEF deve ser extinto assim como está, pondo fim a décadas de abusos"

A proposta do Governo que define a passagem das competências policiais do SEF para a PSP, GNR e Polícia Judiciária, no âmbito da reestruturação do serviço, foi, ontem, aprovada na generalidade na Assembleia da República, com os votos favoráveis do PS e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira e a abstenção do BE e PAN.

"O SEF deve ser extinto assim como está, pondo fim a décadas de abusos, violação dos direitos humanos e ao desrespeito profundo pelos imigrantes e suas famílias, tratados como criminosos e cidadãos de segunda categoria", começou por apontar Joacine Katar Moreira, numa nota divulgada sobre a matéria no seu Facebook. 

A deputada considerou também que a reformulação do SEF, que sobrepõe "a lógica humanitária à lógica securitária pura e dura", é "o grande legado" do ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita. 

"A reestruturação do SEF melhora a nossa democracia e é uma medida corajosa no contexto atual", elogiou a parlamentar. 

Joacine Katar Moreira sublinhou ainda, no mesmo comentário, que "importa salvaguardar a transição dos serviços", bem como "os direitos e condição dos trabalhadores e trabalhadoras na reestruturação do SEF" e "contratar mais pessoal para dar vazão aos processos em curso e em atraso".

Leia Também: Oposição critica extinção do SEF sem ouvir trabalhadores

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório