Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 24º

Hoje "é um dia feliz. Vamos deixar de estar em Estado de Emergência"

De acordo com o líder da Iniciativa Liberal, o Presidente da República prepara-se para não renovar o Estado de Emergência.

Hoje "é um dia feliz. Vamos deixar de estar em Estado de Emergência"
Notícias ao Minuto

15:11 - 27/04/21 por Filipa Matias Pereira

Política Covid-19

O Presidente da República "prepara-se para propor a não renovação do Estado de Emergência", anunciou, esta terça-feira, João Cotrim Figueiredo, depois de ter reunido com o chefe de Estado. 

A Iniciativa Liberal, que votou quase sempre contra o Estado de Emergência, congratula-se, pois, com esta medida. "Teremos chegado ao fim desta saga que tanto tem prejudicado o país". Este é, por isso, "um dia feliz porque vamos deixar de estar em Estado de Emergência".

Apesar do fim do Estado de Emergência, o deputado alertou que "não passaram todos os problemas em termos pandémicos". Com efeito, "temos de continuar a ter a responsabilidade que a situação impõe, mas será uma responsabilidade que cada um assumirá individualmente e não por imposição de um Estado de Emergência. É um dia em que acho que os portugueses podem olhar com alegria". 

Em relação à sessão sobre a 'situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal', que decorreu hoje no Infarmed, o líder partidário destacou um aspeto que não gostou e que diz respeito à vacinação. "Tínhamos tido resultados da vacinação, há 15 dias, que previam entregas de 35,8 milhões de vacinas até ao final do ano. Hoje, as entregas passam para 29 milhões, e não há uma explicação cabal para isto". 

Para além disso, realçou, "o ritmo de vacinação para chegarmos aos 70% (imunidade de grupo) em meados de agosto, princípio de setembro, era de 165 mil inoculações por dia e hoje aparecem 97 mil inoculações por dia e mais uma vez não há uma explicação cabal para isto". 

João Cotrim Figueiredo espera que estes números não reflitam a adaptação "do ritmo de vacinação à capacidade do setor público para o fazer". 

O atual período de Estado de Emergência - o 15.º decretado pelo Presidente da República no atual contexto de pandemia de Covid-19 - termina às 23h59 de sexta-feira, 30 de abril.

A Assembleia da República reservou espaço na sessão plenária de quarta-feira à tarde para debater um eventual pedido de autorização do chefe de Estado para renovar o Estado de Emergência além de 30 de abril.

Leia Também: AO MINUTO: Mais de 1.100 recuperados em 24h por cá; PS afasta Emergência

Recomendados para si

;
Campo obrigatório