Meteorologia

  • 09 MAIO 2021
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Líder do CDS-PP/Madeira obtém "confiança política" apesar de suspeitas

O líder centrista madeirense, Rui Barreto, disse hoje ter colocado à disposição o cargo de secretário da Economia, no governo PSD/CDS-PP, na sequência de suspeitas sobre o financiamento do partido, mas o chefe do executivo manteve a "confiança política".

Líder do CDS-PP/Madeira obtém "confiança política" apesar de suspeitas
Notícias ao Minuto

18:54 - 17/04/21 por Lusa

Política CDS-PP/Madeira

"Tenho a confiança política da direção do CDS, assim como a confiança política do senhor presidente do Governo [Miguel Albuquerque]", declarou Rui Barreto.

E reforçou: "Eu não pratiquei nenhuma ilicitude, não pratiquei nenhum ato ilegal, não cometi nenhum crime e não há qualquer financiamento ilícito ao CDS."

O líder centrista falava após a reunião da Comissão Política Regional do partido, no Funchal, na qual prestou esclarecimentos sobre uma reportagem emitida pela SIC, na quarta-feira, em que foram expostos pormenores sobre o financiamento da estrutura regional durante a campanha para as eleições legislativas de 2019.

De acordo a SIC, CDS-PP/Madeira recebeu 29.880 euros, provenientes de César do Paço, agora principal financiador do partido Chega, sendo que o dinheiro foi transferido para as contas bancárias seis membros do partido, incluindo o líder Rui Barreto, atual secretário regional da Economia.

A SIC refere que os seis militantes centristas receberam cerca de 5.000 euros cada, em agosto de 2019, depois de Rui Barreto ter conhecido, em Lisboa, César do Paço, ex-cônsul de Portugal em Cabo Verde e nos Estados Unidos e então militante e financiador do CDS-PP.

Faltavam seis semanas para as eleições na Madeira e a estrutura regional do partido passava por dificuldades financeiras, aguardando resposta a um pedido de empréstimo à Caixa de Crédito Agrícola.

O CDS-PP era, na altura, o maior partido da oposição madeirense, com sete deputados no parlamento, mas elegeu apenas três, numas eleições em que o PSD perdeu a maioria absoluta com que governava a região há 43 anos.

Os dois partidos estabeleceram um acordo de coligação governamental e o CDS-PP colocou dois elementos no executivo - Rui Barreto, na Secretaria da Economia, e Teófilo Cunha, na Secretaria do Mar e Pescas - e ainda José Manuel Rodrigues na presidência da Assembleia Legislativa da Madeira.

"O que está em causa, na peça, é um financiamento ilícito ao CDS. Não houve financiamento. Não ocorreu. Não entrou um cêntimo na conta do CDS. Nem sob a forma de doação, nem sob a forma de empréstimo. Não há nenhum ilícito, não há nenhum crime", declarou Rui Barreto, vincando estar "absolutamente com a consciência tranquila".

E realçou: "Foi feito um empréstimo pessoal, que foi totalmente restituído."

Rui Barreto disse, no entanto, que, devido às suspeitas, colocou o cargo de secretário regional à disposição, mas o chefe do executivo, o social-democrata Miguel Albuquerque, reiterou a "confiança política".

A comissão política aprovou hoje um voto de confiança ao líder, que obteve apenas o voto contra da presidente da comissão concelhia da Ponta do Sol, Sara Madalena, também vereadora naquela autarquia, na zona oeste da Madeira.

Por outro lado, o Diário de Notícias da Madeira indicou hoje que o líder parlamentar do PS/Madeira, Miguel Iglésias, apresentou queixa-crime no Ministério Público contra os centristas na sequência da reportagem da SIC.

Rui Barreto reagiu: "Também quero dizer-vos que estou totalmente disponível, nas instituições judiciais, para prestar todos os esclarecimentos que forem necessários."

O líder do CDS-PP/Madeira realçou ainda que está a ser "vítima" de um "conjunto de imprecisões e de falsidades" reportadas na reportagem televisiva, sublinhando que o que praticou foi "legal".

Leia Também: Renúncia de autarca não desresponsabiliza PSD, defende PCP

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório