Meteorologia

  • 16 MAIO 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

"A decência não prescreve". JP coloca faixa junto a casa de José Sócrates

Juventude Popular deixou também um conjunto de propostas para combater a corrupção na caixa de correio do ex-primeiro-ministro.

"A decência não prescreve". JP coloca faixa junto a casa de José Sócrates

"A decência não prescreve". É esta a mensagem que se lê na faixa colocada pela Juventude Popular (JP), esta quarta-feira, junto à casa de José Sócrates, na Ericeira. Os jovens centristas deixaram ainda na caixa de correio do ex-primeiro-ministro um conjunto de propostas para combater a corrupção. 

"Não nos esquecemos também das consequências que os anos de governação de Sócrates significaram para os jovens portugueses: uma bancarrota, um país falido e desemprego jovem nunca antes visto. A decência não pode prescrever. As novas gerações continuarão a combater por Justiça!", indicou a juventude partidária nas redes sociais, onde fez nota da ação. 

E foram três as propostas que Juventude Popular, agora liderada por Francisco Camacho, deram a conhecer a Sócrates: 

  1. "Alargamento do prazo de prescrição para 20 anos em crimes de corrupção; 
  2. Maior investimento na capacidade, recursos e meios para a investigação criminal e aumento dos mecanismos de transparência; 
  3. Proibir o exercício de cargos públicos para todos aqueles que cometam crimes de corrupção e tipificação do crime de ocultação de riqueza ou património". 

Estas "propostas contra a corrupção" serão enviadas ao Presidente da República, ao Grupo Parlamentar centrista, aos órgãos do partido e ao Conselho Superior da Magistratura.

Recorde-se que Ivo Rosa determinou que o ex-primeiro-ministro será julgado por três crimes de branqueamento de capitais e três de falsificação de documentos, juntamente com o seu amigo e empresário Carlos Santos Silva a quem o juiz deu como provado que corrompeu o antigo chefe de Governo, configurando um crime [corrupção ativa sem demonstração de ato concreto] que considerou prescrito.

Dos 28 arguidos do processo, foram pronunciados apenas cinco: o ex-presidente do BES Ricardo Salgado, por três crimes de abuso de confiança o antigo ministro Armando Vara por lavagem de dinheiro e o ex-motorista de Sócrates João Perna por posse ilegal de arma.

Ficaram ilibados na fase de instrução, entre outros, os ex-líderes da PT Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, o empresário Helder Bataglia e o ex-administrador do Grupo Lena Joaquim Barroca.

Leia Também: Quem vai a julgamento e por que crimes? As decisões da Operação Marquês

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório