Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

PAN agradece a André Silva: "Continuará a fazer a diferença" no partido

Momentos após o porta-voz do partido ter divulgado publicamente que irá abandonar a vida política em junho, o PAN deixou uma mensagem de agradecimento ao dirigente. Contudo, o partido lembra também que o congresso está à porta, apelando para que os militantes reflitam "sobre este novo ciclo político".

PAN agradece a André Silva: "Continuará a fazer a diferença" no partido

André Silva anunciou, este domingo, que não se irá recandidatar à liderança do PAN e que renunciará o cargo de deputado por motivos pessoais, regressando em junho à condição de filiado do partido.

Momentos após ter sido divulgada a decisão, o partido partilhou uma mensagem nas redes sociais oficiais, na qual não poupou o dirigente a elogios. 

"No PAN, a nossa vida e o nosso quotidiano contaram durante sete anos com o nosso André Silva, um porta-voz digno, convicto, compassivo, emocional e emocionante, inspirador e determinado nas suas visões", pode ler-se na nota.

O partido enalteceu também a capacidade de André Silva em, ao lado do partido, ter trazido para "a agenda política assuntos até então completamente ignorados pelos outros partidos" e agradeceu ao porta-voz, na certeza de que esta não é uma despedida para sempre: 

"Com um profundo agradecimento e com a certeza de que o André continuará a fazer a diferença no PAN e no panorama político e social do nosso país. (...) Obrigada, André! Viva o PAN!", é sublinhado. 

Contudo, no final da mensagem, o PAN lembrou que o congresso do partido está à porta - previsto para 5 e 6 de junho - e que "é natural e desejável que, nesta fase, as filiadas e filiados reflitam sobre este novo ciclo político". 

"O PAN terá agora, como em todos os congressos, candidaturas à Comissão Nacional e a Porta-Voz do partido", é acrescentado. 

André Silva, porta-voz do PAN há sete anos e deputado da Assembleia da República há seis, anunciou hoje que vai deixar a vida política. Numa carta enviada aos militantes por email, que depois foi partilhada pelo próprio, o dirigente explicou que a decisão prende-se com o facto de ter sido pai e de querer equilibrar a sua vida pessoal, familiar e profissional. O líder partidário lembrou ainda que "numa democracia saudável as pessoas não devem eternizar-se nos cargos, devendo dar oportunidade a outras".

André Silva entrou no PAN em 2012. Dois anos depois, em 26 de outubro de 2014, foi eleito porta-voz nacional do partido e, em outubro de 2015, chegou a deputado do hemiciclo, cargo renovado em 2019. 

Leia Também: André Silva abandona liderança do PAN e lugar de deputado em junho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório