Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

PS/Açores pede que Governo Regional reforce apoios às empresas

O PS dos Açores defendeu hoje o reforço das medidas de apoio do Governo Regional às empresas afetadas pela pandemia de covid-19, considerando que "há falhas" na resposta dada aos empresários do arquipélago.

PS/Açores pede que Governo Regional reforce apoios às empresas
Notícias ao Minuto

20:21 - 14/01/21 por Lusa

Política Covid-19

"Neste momento, havendo uma maior fragilidade por parte das empresas, é inevitável que o reforço das medidas seja feito", afirmou a deputada socialista Sandra Dias Faria, em declarações à Lusa em Ponta Delgada, à margem de um encontro de parlamentares do PS/Açores com o representante na região da Associação da Hotelaria de Portugal, Fernando Neves.

Segundo Sandra Dias Faria, o executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM "está apenas a replicar" algumas das medidas tomadas pelo anterior Governo dos Açores, socialista.

Por isso, acrescentou, o PS tem trabalhado "para dar resposta às dificuldades das empresas", oferecendo soluções e não apenas apontando os problemas.

Nesse sentido, o partido proporá a nível parlamentar algumas medidas de apoio aos empresários da hotelaria, entre as quais incentivos para a digitalização das empresas, capital a fundo perdido que compense investimentos feitos durante a pandemia de covid-19 e um maior alcance na ajuda aos custos operacionais, incorporando "despesas que não eram elegíveis" até agora.

Na quarta-feira, o presidente do Governo dos Açores, o social-democrata José Manuel Bolieiro, apresentou algumas medidas de apoio às famílias e empresários açorianos, faltando ainda a publicação oficial das novas decisões do executivo regional.

Entre as medidas apresentadas, José Manuel Bolieiro anunciou um apoio às famílias cujos filhos não vão à escola, com aplicação retroativa, relativa ao início do ano letivo 2020/21, nos períodos de encerramento dos estabelecimentos de ensino.

"A medida consubstancia-se no pagamento integral da perda comprovada de rendimento de um dos pais que tenha ficado em casa para cuidar dos filhos, abrangendo como beneficiários os agregados cujo rendimento ilíquido não seja superior a 3,5 salários mínimos em vigor na região", declarou.

Os Açores têm atualmente com 846 casos ativos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, dos quais 806 em São Miguel, 32 na Terceira, três no Faial e cinco nas Flores.

Desde o início do surto, foram detetados na região 2.908 casos de infeção, tendo ocorrido 23 óbitos e 1.942 recuperações.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.979.596 mortos resultantes de mais de 92,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.384 pessoas dos 517.806 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório