Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2020
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 26º

Edição

PS acusa BE de "postura irresponsável" quanto à proteção dos açorianos

O PS dos Açores acusou hoje o Bloco de Esquerda (BE) da região de ter demonstrado, em críticas recentes ao presidente do Governo Regional, uma "postura irresponsável" quanto à proteção dos açorianos da Covid-19.

PS acusa BE de "postura irresponsável" quanto à proteção dos açorianos
Notícias ao Minuto

21:06 - 02/08/20 por Lusa

Política Coronavírus

Em nota à imprensa, o vice-presidente do grupo parlamentar do PS/Açores José San-Bento advoga que o presidente do executivo açoriano, o socialista Vasco Cordeiro, "tem tido uma postura solidária, responsável e serena, apelando à responsabilização de todos no combate que é preciso fazer para continuar a controlar, nos Açores, a disseminação da pandemia".

Para o socialista, "não se pode ignorar nem menorizar o papel que cabe a cada cidadão na proteção da sua saúde e da segurança de toda a comunidade",

E concretizou: "Há uma função que cabe aos Estados e que, no caso dos Açores, o Governo tem cumprindo, por exemplo, com o reforço constante do Serviço Regional de Saúde e com medidas de apoio para as famílias Açorianas. Há também uma função que se exige a cada cidadão, de forma individual, e que passa pelo respeito integral das regras básicas de prevenção e proteção da saúde pública".

No sábado, o BE, liderado nos Açores por António Lima, acusou o presidente do Governo Regional de "tentar lavar as mãos das suas responsabilidades" e "atirar com lições de moral ao povo" a propósito do processo de desconfinamento da pandemia na região.

"O BE repudia as declarações do Presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, na passada sexta-feira, em que aponta o dedo às pessoas em geral enquanto responsáveis por um eventual aumento do número de casos de covid-19 na região", diz o partido, liderado nos Açores por António Lima, em nota à imprensa.

Na sexta-feira, na ilha do Faial, Vasco Cordeiro havia referido que a região não está livre de uma "situação complicada" em relação à covid-19, numa altura em que o arquipélago está a abandonar uma "abordagem mais proibitiva" da pandemia.

Vasco Cordeiro frisou que a "primeira linha de defesa" da região no combate à covid-19 "não reside" no Serviço Regional de Saúde (SRS), porque este só "entra em ação" quando a população não é capaz de "cumprir as regras básicas" de prevenção da infeção com o vírus da covid-19.

Nestas declarações, advoga o BE, "Vasco Cordeiro tenta lavar as mãos das suas responsabilidades enquanto governante e, ao jeito de um mestre-escola, atira com lições de moral ao povo".

Até ao momento, foram detetados nos Açores 175 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, verificando-se atualmente 16 casos positivos ativos, todos eles na ilha de São Miguel.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório