Meteorologia

  • 09 JULHO 2020
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

"Medina pede a demissão de Medina" e PSD apoia a decisão de... Medina

O presidente de bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa considera que o autarca Fernando Medina "culpa as chefias da região de Lisboa pela situação atual da gestão pandémica e com razão".

"Medina pede a demissão de Medina" e PSD apoia a decisão de... Medina

As declarações do presidente da Câmara de Lisboa, no seu habitual espaço de comentário na TVI24, não passaram despercebidas. O autarca Fernando Medina reconheceu que “várias coisas correram mal” no controlo da Covid-19 na região de Lisboa e que a ação no terreno falhou.

"Isto é uma questão de chefias. Ou as chefias na zona de Lisboa, rapidamente, põem ordem na casa em muitos poucos dias e têm a situação sob controlo ou essas chefias têm de ser reavaliadas", afirmou Medina, acrescentando: “Com maus chefes e pouco exército não conseguimos ganhar esta guerra”.

Declarações que na opinião de Luís Newton, presidente de bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa, dão a entender "que Medina acabou de pedir a demissão de... Medina (e nós concordamos)". "Com razão", destaca o PSD, em comunicado enviado às redações, o autarca Fernando Medina "culpa as chefias da região de Lisboa pela situação atual da gestão pandémica".

Contesta agora o PSD que "foi ele", Fernando Medina que: "demorou semanas a aceitar a desinfeção de espaços públicos (quiseram mesmo impedir essas ações)", que "não quis testar os próprios funcionários, fundamental para proteger as próprias famílias", e que "não preparou a Carris para o período de distanciamento social".

Além disso, acrescenta o PSD ao 'rol de críticas' ao autarca, "encorajou um desconfinamento relaxado, que levou aos excessos a que hoje assistimos", "não quis distribuir máscaras à sua população, facto que teria sido fundamental para evitar propagação, por exemplo, nos bairros municipais", e que "rejeitou medidas especiais de emergência para Lisboa e até desclassificou quem as propôs".

Mais. "Nada fez contra as manifestações e comícios que puseram em risco o controlo do surto", lê-se no comunicado que não faz, porém, uma identificação direta ao 1.º de Maio.

O PSD defende que "Medina não faz isto num súbito acesso de consciência para proteger as suas populações... faz isto na sequência da desavença do primeiro-ministro com os técnicos de saúde na última reunião do Infarmed".

"A verdade é que o secretário de Estado de Lisboa, Fernando Medina (sim, dificilmente neste período terá sido um verdadeiro presidente de Câmara), deverá ser consequente com as suas palavras e ser o primeiro a demitir-se", remata Luís Newton, presidente de bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório