Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Inspetores do SEF detidos? PSD Lisboa pede tomada de posição a Cabrita

O PSD Lisboa vai mais além e questiona mesmo se a Direção Nacional do SEF tem condições para se manter em funções.

Inspetores do SEF detidos? PSD Lisboa pede tomada de posição a Cabrita

Acredita o PSD Lisboa que o ministro da Administração Interna "tem de tomar uma posição política relativamente ao caso que envolve três agentes do SEF na morte de uma pessoa no aeroporto de lisboa". Os sociais-democratas questionam ainda se a Direção Nacional do SEF tem condições para se manter em funções.

No entendimento de Ângelo Pereira, presidente do PSD Lisboa, “os factos são muito graves e totalmente opostos à Carta dos Direitos Humanos da qual Portugal é também subscritor". O social-democrata vai ainda mais longe e defende que "não pode haver condescendência com esta brutalidade, não há justificação para a banalização da força e da autoridade, um Estado de Direito Democrático não pode tolerar estes abusos".

O PSD, como pode ler-se no comunicado enviado às redações, "entende que a liderança desta autoridade policial, depois de fingir, pura e simplesmente, ser alheia aos factos ocorridos, não tem condições para continuar e que estes acontecimentos põem em causa, não apenas a credibilidade do SEF, mas também o contrato de confiança do Estado".

Perante os factos, a Comissão Política Distrital do PSD de Lisboa questiona se a "Direção Nacional do SEF tem condições para se manter em funções depois de um incidente desta gravidade. Porque espera para apresentar a sua demissão?"

Quer ainda saber a Comissão Política que "posição pública vai ter o Ministro da Administração Interna para repor a confiança dos cidadãos nas autoridades policiais, em particular o SEF". Por fim, "que medidas serão tomadas para investigar este e outros casos que possam ter ocorrido no sentido de recuperar a credibilidade do SEF?", questiona o PSD

Recorde-se que três funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras foram detidos pela PJ por serem suspeitos do homicídio de um cidadão ucraniano, nas instalações do aeroporto de Lisboa. Os visados vão aguardar julgamento em  prisão domiciliária

Na sequência da detenção, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou vai haver "mudanças profundas no modelo de funcionamento do Centro de Instalação Temporária do SEF no aeroporto de Lisboa". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório