Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Covid-19: PCP quer ouvir com urgência a ministra da Agricultura

O PCP pediu hoje, "com caráter de urgência", a audição da ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, na Assembleia da República, para que adiante a estratégia do Governo para a produção agrícola e agropecuária devido à covid-19.

Covid-19: PCP quer ouvir  com urgência a ministra da Agricultura
Notícias ao Minuto

18:13 - 03/04/20 por Lusa

Política Parlamento

Os deputados comunistas pedem que a ministra seja ouvida na Comissão de Agricultura e Mar, para que dê a conhecer aos parlamentares "a estratégia do Governo relativamente à produção agrícola e agropecuária, e ao abastecimento alimentar perante a situação epidémica de covid-19".

O partido refere que "os primeiros sinais do impacto da atual situação na produção de bens alimentares são preocupantes", e indica que existem "setores da maior importância que assistem a quebras muito significativas na venda e escoamento dos produtos", nomeadamente a agricultura e pecuária.

"A incapacidade de escoamento da produção alimentar provocará, no imediato o desperdício de alimentos que neste momento estão em condições de ser consumidos, custos acrescidos na alimentação de animais e no armazenamento, e a incapacidade de prosseguir a produção, seja por dificuldades de tesouraria, seja por dificuldades de armazenamento, seja ainda por falta de confiança dos produtores, com reflexos na capacidade de abastecimento futuro", alerta o PCP.

Considerando que a "alimentação é um bem essencial para todos", os deputados comunistas advogam que "tem de estar entre as prioridades da ação governativa" e exigem "medidas imediatas de acompanhamento, de iniciativa política, de intervenção para assegurar a continuidade no abastecimento às populações".

"Neste momento, para lá de campanhas de promoção da produção nacional, o Governo devia estar já a anunciar a concretização de medidas de apoio aos agricultores e particularmente à pequena e média agricultura e à agricultura familiar", vinca o PCP.

Entre as medidas que o partido queria ver já postas em prática está "a retirada de produção, envolvendo as estruturas existentes, para garantir liquidez no setor para as sementeiras da primavera".

O grupo parlamentar do PCP refere ainda que "foi com muita estranheza" que "tomou conhecimento de que a alimentação não foi incluída no Gabinete de Crise, associado ao acompanhamento do estado de emergência, nem por via do Ministério da Agricultura, nem do Ministério do Mar".

O partido critica ainda que o Governo aponte que os mercados agrícolas estão "a funcionar de modo regular, em termos de quantidade e preço", quando "todas as organizações do setor referem imensas dificuldades".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 54 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 246 mortes, mais 37 do que na véspera (+17,7%), e 9.886 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 852 em relação a quinta-feira (+9,4%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, mantém-se em estado de emergência desde as 00h00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório