Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2020
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 26º

Edição

Eutanásia. PS salienta liberdade de voto

A líder parlamentar do PS salientou hoje que a sua bancada tem liberdade de voto face aos projetos sobre morte medicamente assistida e que o diploma socialista apresenta garantias cautelares em relação à prática de eutanásia.

Eutanásia. PS salienta liberdade de voto
Notícias ao Minuto

14:44 - 20/02/20 por Lusa

Política Eutanásia

Ana Catarina Mendes falava aos jornalistas na Assembleia da República, onde esta tarde, em plenário, são discutidos e votados na generalidade cinco projetos sobre eutanásia do PS, Bloco de Esquerda, PAN, PEV e Iniciativa Liberal.

"Esperamos que esta tarde se faça um debate sereno para que se possam esgrimir todos os argumentos. É importante que se tenha consciência que, numa matéria desta natureza, se exige serenidade, responsabilidade e, sobretudo, respeito pelas opiniões diferentes que cada um tem nesse debate", afirmou a presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Entre os 108 deputados do Grupo Parlamentar do PS, uma ampla maioria votará hoje a favor dos projetos em debate e cerca de dez deverão optar por votos contra ou por abstenções.

Ana Catarina Mendes referiu precisamente que no debate sobre despenalização da eutanásia "os 230 deputados são chamados a agir de acordo com a sua liberdade, autonomia e com o respeito com que a Constituição imprime ao lugar de deputado".

"Por isso mesmo, o PS reitera a sua regra de sempre, a da liberdade de voto, respeitando a opinião de cada um. Num debate desta natureza, que fala sobre o sofrimento de quem se vê confrontado com a necessidade de tomar uma decisão ponderada, exige-se que as paixões fiquem de lado e que as convicções sejam assumidas", defendeu.

Neste contexto, Ana Catarina Mendes salientou que, no PS, "a liberdade é garantida para todos e em nome de todos".

Interrogada se a direção da bancada socialista tem segurança para concluir que o projeto do PS será aprovado, já que cerca de dez deputados do grupo não votam a favor, a presidente do Grupo Parlamentar do PS começou por alegar que se está "num momento de decisão solitária".

"É um momento de decisão responsável e livre de cada um dos deputados. O Grupo Parlamentar do PS considera que o seu projeto é o mais garantístico do ponto de vista dos cuidados a ter" numa decisão sobre eutanásia.

"Temos a convicção que o projeto do PS será aprovado esta tarde", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório