Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 18º

Eutanásia: "A minha abordagem começa pelas pessoas concretas"

Eutanásia vai voltar ao Parlamento no próximo dia 20. Enquanto isso, começa a ganhar força a ideia de um referendo.

Eutanásia: "A minha abordagem começa pelas pessoas concretas"
Notícias ao Minuto

16:55 - 10/02/20 por Melissa Lopes

Política Porfírio Silva

A despenalização da eutanásia voltou ao debate político, com discussão no Parlamento agendada para o próximo dia 20. Com a atual configuração da Assembleia da República, a aprovação terá, desta vez, mais hipóteses de vir a ser uma realidade. 

O deputado socialista Porfírio Silva comenta, na sua página de Facebook, que tem "alguns problemas com as abordagens ao tema da eutanásia que começam pela filosofia, pela política ou pela moral - isto é, que começam nos grandes princípios". 

"O texto de Tolentino [no Expresso] pertence a essa linhagem", exemplifica, explicando que a sua abordagem "começa pelas pessoas concretas colocadas em determinadas circunstâncias e é a isso que tento dar resposta". 

"E, sim, também raciocino a partir de possíveis circunstâncias que eu próprio venha a enfrentar", afirma o deputado, acrescentando que só depois tenta "enquadrar em princípios".  "Este meu método afasta-me de muitas reflexões que por aí andam", conclui. 

Este fim de semana foi tornado público um movimento que pede um referendo à questão da eutanásia assinado por várias figuras políticas, desde Manuela Ferreira Leite, Ramalho Eanes e Ribeiro e Castro. A petição conta, à data da publicação desta notícia, 6.153 assinaturas. Também no decorrer do Congresso do PSD, Paulo Rangel manifestou-se a favor de um referendo. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório