Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Baixo Alentejo. Governo acusado de "falta de coerência política e decoro"

O PSD acusou hoje o Governo PS de "falta de coerência política, decoro e respeito" pelo Baixo Alentejo ao promover a Cimeira dos 'Amigos da Coesão' da União Europeia na região, onde "investiu uma mão cheia de nada".

Baixo Alentejo. Governo acusado de "falta de coerência política e decoro"
Notícias ao Minuto

14:17 - 30/01/20 por Lusa

Política PSD

Em comunicado enviado à agência Lusa e intitulado 'Amigos da coerência', a distrital de Beja do PSD manifesta "a sua total indignação" pela "tamanha falta de coerência política, decoro e respeito" do Governo "pelos baixo-alentejanos" ao promover a cimeira em Beja, no sábado.

"O Governo socialista, durante a última legislatura, investiu na região uma mão cheia de nada, votando-nos ao esquecimento, por uma anuência a prioridades invertidas, no que concerne às regiões que efetivamente mais precisam de investimento público, reforçando as mais desenvolvidas e esvaziando sobremaneira as mais necessitadas, como é o caso do distrito de Beja", refere o PSD.

Segundo os social-democratas, o primeiro-ministro, António Costa, "que vem acolher em Beja 'os amigos da coesão', é o mesmo que, fruto das suas decisões, contribuiu para um acréscimo das assimetrias nacionais e consequentemente tem vindo paulatinamente a pôr em causa os princípios da coesão territorial".

O PSD lembra que a eletrificação dos troços entre Casa Branca e Beja e entre Beja e Funcheira da Linha do Alentejo "não foi incluída na restruturação" do Programa de Desenvolvimento Rural 2020, "não foi encontrada qualquer solução para o aeroporto de Beja", o troço da A26 entre o nó Grândola Sul da A2 e Santa Margarida do Sado, no concelho de Ferreira do Alentejo, "mantém-se encerrado" e o hospital de Beja "carece" de uma "gritante falta de saúde".

"Posto isto", considera o PSD, a cimeira "não é mais do que uma falta de respeito e de um atestado de ignorância passado aos baixo-alentejanos", "com a subserviência e mesmo total falta de autoridade do presidente da Câmara de Beja", o socialista Paulo Arsénio, "que teima em dissociar-se de quem o elegeu, preferindo 'vestir a camisola' do PS em vez 'da camisola' dos seus munícipes".

A cimeira "é um claro encapotamento da Governação que temos sido alvo", refere o PSD, defendendo que "não são conferências desta índole que resolvem os problemas da região" e o que o Baixo Alentejo precisa é de "mais decisão e menos retórica".

"Todas as iniciativas que venham a promover a região são bem-vindas, contudo, o que nós precisamos, é de uma cura para a doença que nos assola e não de um simples analgésico, que, por uns breves instantes, apenas nos alivia a dor", remata o PSD.

António Costa convidou os líderes dos países 'Amigos da Coesão' para uma cimeira, que vai decorrer no sábado, em Beja, e que visa reforçar a posição dos Estados-membros contra cortes na política de coesão no próximo orçamento plurianual da União Europeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório