Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Fernando Raposo anuncia candidatura à concelhia de Castelo Branco do PS

O ex-vereador socialista na Câmara de Castelo Branco Fernando Raposo vai candidatar-se à liderança da concelhia do PS local, justificando a decisão pela "falta de participação e vivência democrática interna".

Fernando Raposo anuncia candidatura à concelhia de Castelo Branco do PS
Notícias ao Minuto

21:15 - 20/01/20 por Lusa

Política Castelo Branco

"O partido passou a ser uma câmara de ressonância das decisões do presidente [da Câmara de Castelo Branco], quer ao nível interno do partido, quer ao nível das decisões em termos autárquicos", afirmou Fernando Raposo numa conferência de imprensa, em Castelo Branco, para apresentar a sua candidatura e a moção de orientação política, intitulada "Por um PS vivo, plural e credível".

O ex-vereador socialista entende que em Castelo Branco foi subvertido um dos princípios do PS, que passa pela discussão e análise para encontrar os melhores candidatos e as melhores soluções para a resolução dos problemas, e realçou o afastamento progressivo da esmagadora maioria dos militantes dos processos de decisão interna e da participação na vida do partido.

"E tudo se foi diluindo. A perceção que tenho e a minha convicção profunda e, daí, a minha tristeza é que o partido se resume hoje a uma pessoa, o presidente da câmara", sustentou.

Segundo o candidato socialista, estas foram as principais razões que o levaram a refletir e a avançar com a sua candidatura à liderança da Comissão Política Concelhia de Castelo Branco do PS, cuja ato eleitoral decorre no próximo dia 31.

"Não basta dizer-se que se é socialista. Ser socialista é interiorizarmos os valores e os princípios fundadores do Partido Socialista. E quando temos a oportunidade de exercer o poder, agirmos em conformidade com estes valores, por isso não é socialista quem quer. É socialista aquele que interioriza os valores e que age no dia a dia, implementando esses valores e de acordo com esses valores", afirmou.

Fernando Raposo quer inverter o atual ciclo do PS de Castelo Branco que considera ter perdido credibilidade e capacidade de influência.

"A própria perda de mandato do presidente [da Câmara de Castelo Branco] acaba por lhe restringir a própria liberdade de ação e a capacidade de influenciar quem tem o poder para olhar para nós", argumentou.

Já o mandatário da candidatura, o ex-secretário de Estado da Educação e do Emprego e da Formação Profissional nos governos de José Sócrates, Valter Lemos, denunciou alguns incidentes e dificuldades com que esta candidatura tem sido confrontada.

"Têm sido criados vários incidentes para que esta lista não seja aceite para ir a eleições, isto é, para evitar que esta lista se possa apresentar a eleições, o que, em si mesmo, do meu ponto de vista, já é um sinal claríssimo de algumas das questões que o Fernando [Raposo] disse, problemas que temos neste momento de democraticidade, pluralidade, necessidade das pessoas poderem participar livremente e ativamente naquilo que lhes diz respeito", afirmou, garantindo contudo que a lista irá a votos.

Em outubro de 2019, o Tribunal Central Administrativo do Sul negou provimento ao recurso apresentado pelo presidente da câmara, Luís Correia (PS), após o Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco ter declarado a perda de mandato no âmbito de uma ação interposta pelo Ministério Público face à atuação do autarca, que terá favorecido uma empresa do pai em três contratos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório