Meteorologia

  • 20 FEVEREIRO 2020
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 19º

Edição

Rio quer começar a trabalhar com "estabilidade, lealdade e unidade"

O reeleito presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder "trabalhar com estabilidade e lealdade", recusou que o PSD esteja "partido" e vincou estar "a iniciar o momento para marcar a unidade" no partido.

Rio quer começar a trabalhar com "estabilidade, lealdade e unidade"
Notícias ao Minuto

23:29 - 18/01/20 por Lusa

Política PSD

"Encaro esta vitória com satisfação, orgulho e, acima de tudo, com sentido de responsabilidade. Fez hoje um ano que o Conselho Nacional do PSD votou pela estabilidade, ao votar contra a minha destituição. Hoje, os militantes do PSD voltaram a votar pela estabilidade ao votar pela manutenção da atual liderança. Espero que, a partir de hoje, possamos trabalhar com estabilidade e lealdade", afirmou.

No discurso aos militantes num hotel do Porto, Rio disse querer, a partir de hoje, "com o PSD, começar a ganhar o país", observando que "houve um momento para se marcar as diferenças", mas começa agora a ocasião "para marcar a unidade".

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro disputaram hoje eleições diretas para a liderança do partido, numa inédita segunda volta em que podiam votar 40.604 militantes com as quotas em dia.

O atual presidente do PSD foi o candidato mais votado na primeira volta das diretas, realizada há uma semana, com 49,02% dos votos expressos, enquanto o antigo líder parlamentar social-democrata conseguiu 41,42%.

Miguel Pinto Luz, o terceiro candidato mais votado, obteve 9,55% (3.030 votos) e ficou fora da segunda volta.

O 38.º Congresso do PSD está marcado para 07, 08 e 09 de fevereiro, em Viana do Castelo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório