Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Concelhia de Lisboa retira confiança política a Teresa Leal Coelho

A concelhia de Lisboa do PSD anunciou hoje ter decidido retirar a confiança política à vereadora social-democrata Teresa Leal Coelho, que deixará assim de representar o partido na autarquia da capital.

Concelhia de Lisboa retira confiança política a Teresa Leal Coelho
Notícias ao Minuto

06:08 - 06/11/19 por Lusa

Política PSD

A direção da concelhia do PSD aprovou uma deliberação que visa a retirada de confiança política à autarca, numa reunião da Comissão Política da secção de Lisboa, que começou na noite terça-feira e se prolongou até ao início da madrugada de hoje.

Os sociais-democratas começam por justificar a decisão com o facto de a vereadora ter votado a favor da recondução de Manuel Salgado à presidência do conselho de administração da empresa municipal SRU - Sociedade de Reabilitação Urbana, desrespeitando a orientação de voto indicada pela concelhia, e permitindo a aprovação da proposta.

De acordo com o documento, ao qual a agência Lusa teve acesso, "atendendo às diversas posições públicas contrárias a esta nomeação, (...) constata-se que, sem o apoio e sem o voto da vereadora Teresa leal Coelho, a nomeação de Manuel Salgado não teria sido aprovada".

Na deliberação, assinada pelo presidente da concelhia de Lisboa do PSD, Rogério Jóia, a vereadora social-democrata é também acusada de uma "total descoordenação com os órgãos do partido na cidade, consubstanciada pela verificação de algumas votações divergentes com o outro vereador do PSD, em matérias que são politicamente sensíveis e onde - certamente por coincidência -- o PS se encontrava isolado e sem o apoio do seu parceiro de gestão autárquica".

A Câmara de Lisboa aprovou na quinta-feira, por escrutínio secreto, a reeleição de Manuel Salgado à presidência do conselho de administração da empresa municipal SRU, com nove votos a favor e oito contra.

O executivo da Câmara de Lisboa, liderado por Fernando Medina, é composto por oito vereadores eleitos pelo PS, quatro eleitos pelo CDS-PP, dois vereadores do PSD, dois eleitos pela CDU (coligação PCP/PEV) e um vereador do BE, partido que tem um acordo de governação com os socialistas.

Apesar de a votação ter sido secreta, CDS-PP, BE, PCP e o vereador do PSD anunciaram publicamente o seu voto contra, enquanto Teresa Leal Coelho já tinha revelado que iria votar favoravelmente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório