Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

PSD/Gaia ao lado de Rui Rio nas diretas para eleger presidente do partido

A concelhia do PSD/Gaia revelou hoje que vai apoiar a recandidatura de Rui Rio à presidência do partido nas diretas que vão realizar-se em janeiro, considerando ser o melhor colocado para devolver credibilidade à vida pública.

PSD/Gaia ao lado de Rui Rio nas diretas para eleger presidente do partido
Notícias ao Minuto

22:47 - 05/11/19 por Lusa

Política Rui Rio

A decisão foi tomada na segunda-feira pela comissão política concelhia que esteve reunida para analisar a situação política interna.

"Sentimos que o país e o partido necessitam desta mudança de paradigma, para devolver a credibilidade à vida pública e trazer, de novo, a esperança às escolhas eleitorais dos portugueses. Acreditamos que, por isso, o companheiro Rui Rio é aquele que melhor está colocado para atingir esse desiderato", afirma a concelhia, em comunicado.

"Estamos ainda convictos que, no momento atual, primeiro como portugueses e depois como sociais-democratas, esta é também a opção que melhor serve os interesses de Portugal", defende o texto assinado pelo presidente da concelhia do PSD/Gaia, Cancela Moura.

Na mesma nota, a concelhia, uma das maiores do país, revela que deliberou "apoiar a recandidatura de Rui Rio a presidente do partido, sem prejuízo e com respeito pela livre opinião de cada militante".

"Este é um momento de grande importância para o país, onde o PSD tem de protagonizar uma estratégia de oposição séria, ainda mais firme e construtiva, que privilegie sempre, e de forma mais intensa, o interesse nacional", salienta a comissão política.

Para a concelhia, as diretas devem, por isso, consubstanciar, em coerência, uma reconfirmação da escolha feita, no passado recente, quanto ao rumo que se pretende para o partido, no ciclo político que se iniciou há dois anos e que se apresentou como uma nova forma de praticar cidadania cívica e política, com o qual o PSD/Gaia está comprometido.

"Também o PSD Gaia, nos últimos anos, está empenhado, no combate à desmobilização e ao conformismo dos agentes políticos e na consolidação de um projeto político sólido, credível e aberto à sociedade civil, tendo por referência a matriz social-democrata", apontam no comunicado.

Até agora, há três candidatos à presidência do PSD: o atual líder, Rui Rio, o antigo líder parlamentar Luís Montenegro e o vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz.

A secretaria-geral do PSD vai propor ao Conselho Nacional que as diretas para eleger o presidente do partido se realizem em 11 de janeiro e o congresso em 07, 08 e 09 de fevereiro, disse à Lusa José Silvano.

De acordo com o secretário-geral do PSD, uma eventual segunda volta realizar-se-ia no sábado seguinte à primeira data das eleições diretas, em 18 de janeiro.

O Conselho Nacional do PSD vai reunir-se na sexta-feira em Bragança e tem na ordem de trabalhos a análise da situação política, a marcação da data das eleições para o presidente da Comissão Política Nacional e a aprovação do respetivo regulamento, bem como a convocação do 38.º Congresso Nacional do PSD.

De acordo com os estatutos do PSD, é eleito presidente da Comissão Política Nacional o candidato que obtenha "a maioria absoluta dos votos validamente expressos".

"Não se verificando esta condição, haverá lugar a uma segunda volta entre os dois candidatos mais votados que se realizará no prazo máximo de dez dias a contar do dia seguinte ao primeiro sufrágio, mantendo-se os mesmos cadernos eleitorais", referem ainda os estatutos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório