Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2020
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

CDS foi o partido que mais votos 'desperdiçou' na conversão em mandatos

O CDS-PP foi o partido que mais votos 'desperdiçou' nas eleições legislativas de domingo, registando mais de 97 mil que não serviram para eleger qualquer deputado.

CDS foi o partido que mais votos 'desperdiçou' na conversão em mandatos
Notícias ao Minuto

14:49 - 07/10/19 por Lusa

Política Eleições

No total, 485.971 votos nos dez partidos que vão marcar presença no parlamento na próxima legislatura não serviram para eleger qualquer deputado, por terem sido registados nos círculos eleitorais em que não conseguiram qualquer mandato.

O partido que mais votos 'desperdiçou' nas eleições legislativas de domingo foi o CDS-PP, já que 97.593 (45,09% do seu total) alcançados fora dos distritos de Lisboa, Porto, Braga e Aveiro foram insuficientes para eleger deputados.

No campeonato do "desperdício" segue-se a CDU, coligação que integra o PCP e "Os Verdes", cujos 91.936 votos (27,93% do seu total) obtidos fora de Lisboa, Porto, Setúbal, Santarém, Beja e Évora não serviram para eleger qualquer deputado.

Logo após a CDU, mas abaixo da barreira dos 90 mil votos 'desperdiçados', ficou o BE, partido em que 80.599 pessoas (16,37% do total do BE) votaram fora dos círculos eleitorais de Lisboa, Porto, Braga, Aveiro, Setúbal, Coimbra, Leiria, Faro e Santarém, e assim não elegeram qualquer deputado.

O PAN não aproveitou os 68.461 votos (41,03% do seu total) obtidos fora de Lisboa, Porto e Setúbal para eleger um deputado.

Os restantes partidos que mais 'desperdiçaram' votos foram os estreantes Livre, Iniciativa Liberal e Chega, já que elegeram um deputado cada, e apenas pelo círculo de Lisboa.

Assim, fora de Lisboa, os 44.389 votos no Chega (66,81% do total), os 38.379 na Iniciativa Liberal (58,55%) e os 32.849 no Livre (59,02%) não serviram para eleger deputados.

Além do PS, que capitalizou todos os votos em si depositados para eleger deputados em todos os círculos eleitorais, o PSD foi o partido que menos desperdiçou votos, com 31.795 (2,24% do total do partido), correspondentes aos zero deputados eleitos pelos distritos alentejanos de Beja, Évora e Portalegre.

Fora dos partidos com assento parlamentar na nova legislatura, registaram-se 194.777 votos, correspondentes a 3,82% dos votos válidos (excluindo nulos ou brancos) em todos os partidos, e que não serviram para eleger qualquer deputado.

O PS ganhou as eleições legislativas de domingo com 36,65% dos votos, correspondentes a 106 mandatos de deputado na Assembleia da República, estando ainda os círculos da emigração (Europa e Fora da Europa) por apurar, e que dão direito, cada um, a dois mandatos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório